Talvez esta seja a resposta de 1 milhão de euros! E talvez algumas pessoas me “critiquem” por arriscar em saber esta resposta, porém não estou me baseando apenas no meu palpite, mas nos relatos de pessoas que atendi em duas décadas, e se prestar muita atenção neste texto, pode ser que venha a concordar comigo e “mais”, até acredito que pode ajudar no seu processo de evolução.

Veja isso!

Acredito MESMO que o maior problema das pessoas é: ELAS FALAREM DEMAIS!!!
Tenho a impressão que esta necessidade de falar demais, mesmo sendo sustentada por um motivo, enfraquece relacionamentos, amizades negócios “e” principalmente a ideia e veja se não estou certo ou quem sabe perto disso – Às vezes estamos mega entusiasmados, acabamos de ouvir um daqueles podcasts que elevam a nossa moral, que nos instruem ou fizemos uma formação daquelas que expande a nossa consciência e nos traz “luz” onde antes era escuridão e falamos para as pessoas, como se quiséssemos convertê-las a aquela ideia e elas, que não estão na mesma sintonia que você, fazem o quê na maioria das vezes? Colocam obstáculos, apontam erros, dizem que “por experiência própria” sabem que não é bem assim, instalam dúvidas!

Quem nunca passou por isso levanta a mão!

Inúmeras vezes na minha vida compartilhei planos, falei dos meus sonhos que pra mim faziam muito sentido, mas para alguns amigos era apenas loucura total, sem contar que alguns amigos e familiares, além de acharem uma loucura, tinham a habilidade de instalar o medo, o caos e a manipulação era tamanha que desistia. Eu sinceramente ouço da boca dos meus clientes muitas histórias assim, em que estão cheios de entusiasmo, até à página 10, pois dali em diante eles acrescentou na história outras pessoas que tudo o que fizeram foi estragar o que chamo de “ideia original”, pois se pensar bem a ideia original é pura, mas aos poucos ela vai sendo contaminada com as opiniões daqueles que se dizem experts no assunto, “ou” pelo menos acham que sim.
Aqui pode ser um daqueles momentos em que você pode questionar (e deve): “Eric, mas existem pessoas que são MESMO experts e podem ajudar e sim!” BINGO! Também acredito que existam e por isso é que quando preciso contrato um especialista no assunto e não desabafo com o meu tio que gosto muito, mas que não entende nada de onde devo aplicar meu dinheiro, entende? Sim ou não? Nas últimas duas semanas entrevistei 8 pessoas especialistas em “Tráfego pago” para um projeto que estamos lançando, mas não liguei para um amigo que adoro, porque nem deve saber o que significa “tráfego?!”
Sou um sortudo por ser casado com a Paula Briani, pois ela é Consteladora Familiar e Terapeuta e muitas vezes começamos a falar sobre terapia, sobre o “desenvolver” de uma pessoa e a conversa com facilidade pega fogo, fica intensa, colocamos muitas possibilidades na mesa e se deixar desenhamos muitos caminhos diferentes e porque isso acontece? Porque falamos a mesma língua, porque entendemos dos mesmos assuntos, compreende onde quero chegar aqui? Na (minha opinião), um erro que muitas pessoas cometem é falar demais, principalmente com pessoas que não estão na mesma sintonia que você e claro que quando faz isso vai receber de volta dúvidas e perguntas que façam você questionar tudo e todos!
Imagina, quando eu falei com alguns amigos que eu iria deixar a minha vida para vir morar em Portugal (há 8 anos atrás), alguns ficaram chocados, me encheram de questionamentos “e” alguns me entregaram o seu melhor!!! Insegurança, medo, traumas, pois cada um dá o que tem e eles infelizmente tinha tudo isso e alguns tudo isso x 2, então foi o que “despejaram” em cima de mim, “e” achando que estavam fazendo o seu melhor. Curioso, né? Não sei se já pensou desta forma, mas algumas pessoas (ou todas), entregam o que têm, vomitam aquilo que está sufocando elas.
Falando, lembrando da ocasião e deixando a minha mente ir fundo aqui, a imagem mais clara que vem no azul escuro da minha mente é de uma cliente que atendi que reclamava imenso do seu relacionamento e uma das frases mais usadas por ela era: “Ele não me apoia em nada”, se referindo ao namorado. Quanto mais nos aprofundávamos no assunto relação, mais claro ficava que ela estava dividindo suas ideias com o namorado que vivia mergulhado ainda nas questões da mãe, que tinha saído de casa, mas nunca se desligou da relação “filho e mãe” e de alguma forma sentia culpa pelo pai ter abandonado a família e mesmo casado, ainda fazia quase que em tempo integral o papel de pai daquela família e isso estava se refletindo fortemente na sua relação atual.
As pessoas “incluindo eu”, podem ter muitos problemas ou se quiser pode chamar de desafios, porém na minha opinião uma das maiores é falarem demais! É de anunciarem as suas vidas ao mundo sem perceber que nem todos torcem por você! Eitaaaa, será que eu deveria ter falado sobre isso? Fiquei com a impressão que talvez não, pois aqui posso tocar em algumas feridas…. Ah ok! Estou aqui pra isso mesmo – Às vezes queremos mostrar para as pessoas que estamos felizes, tiramos foto de uma viagem, registramos um momento que para nós é tão marcante e postamos nas redes sociais, gritamos ao mundo que estamos bem e em seguida, como um castelo de cartas, parece que tudo simplesmente desmorona.

Será que estou sozinho neste pensamento ou mais alguém aqui também tem esta impressão? Se sim, levanta a mão (risos).

Pode chamar de “olho grande”, “mau olhado”, “inveja” ou até energia negativa…. Sei lá! O fato é que nem todos estão preparados para compreender que por trás de um simples registro de felicidade pura e genuína pode ter vindo centenas de dias “menos bons! Pode ser que aquela pessoa tenha vindo a sofrer, sozinha e agora encontrou alguém que pode chamar de amor e aquela foto dela pulando na chuva de mãos dadas com ele tenha um significa brutal “pra ela”, entendeu o que eu escrevi? Paraaaaa elaaaaa! E a maneira que ela tem de expressar tudo isso é com aquela foto que até arranca suspiro dela quando revê e para outras pessoas é apenas mais um motivo para criticarem, falarem e quem sabe até darem conselhos, como “talvez” eu esteja aqui fazendo. Será? Hummm…. Pode ser que sim (risos).
O fato é que podemos SIM fazer o que queremos e esta tal liberdade é mesmo algo lindo, porém insisto que faça uma reflexão “só” um pouquinho mais profunda para quem fala as suas coisas, como expõe a sua felicidade, pois se analisar MESMOOOO, verá que algumas pessoas não precisam saber sobre os seus planos, na realidade algumas pessoas nem são MERECEDORAS de saber sobre a sua vida!
Enfim, pense um pouco sobre isso, para alguns será apenas um texto e para outros uma importante instrução que deve ser seguida à risca para se obter sucesso, viver melhor e mais feliz! A informação está aí e agora cabe a você saber como a usará! E claro que gostaria de saber o que achou, então se tiver uns 2, 3 minutinhos poderia escrever nos comentários a sua opinião, pois é seu like, seus comentários que me sinalizam se devo continuar a escrever ou não.
Lembrando que se ainda não está no meu grupo do Telegram, por favor entre, pois lá tenho colocado conteúdo exclusivo – Podcasts, textos e agora começarei a colocar alguns vídeos! Junte-se a mim lá!
Grupo Telegram

Até ao próximo,

Comente

comments