segunda-feira, junho 1, 2020
Home DICAS TERAPÊUTICA 2020 O Jogo da INSATISFAÇÃO.

O Jogo da INSATISFAÇÃO.

Eu queria muito, cheguei a imaginar, desejar, fantasiar…Sabe que no fundo, se eu tivesse, eu com certeza me sentiria melhor, muita coisa na minha vida seria diferente (um suspiro), sério! Pode até achar que é uma “futilidade” e pode ser para você, mas para mim é mesmo uma questão de necessidade.

(Consegui) – A sensação de conseguir, de conquistar, de ter me deixou cheio de entusiasmo e posso até sentir como é bom (ter) isso – Sou mesmo uma pessoa de sorte, meu deus! Como sou grato por ter!

(alguns dias depois) – Nossa, sinto que me falta algo e não sei bem explicar porque sinto isso, talvez me falte preencher alguma coisa aqui dentro, ai detesto quando me sinto assim, deste jeito! Oi? O que eu queria? Do que está falando? Ahh, ok, mas não é isso, é que sinto que preciso agora de….

Olá!
Aqui é o Eric e quis muito falar sobre este “simples”, “complicado” jogo da insatisfação, pois cada vez mais ouço clientes meus falarem (não abertamente) sobre estes seus processos de insatisfação, de desejar muito, de conseguir (às vezes a qualquer custo) e depois perceberem que na verdade o que queriam mesmo era outra coisa e muitos são os que chamam de “coisa” o que não se pode explicar “ou” materializar, pois na verdade tudo o que querem é preencher um pequeno vazio que continuará lá, pedindo para ser preenchido e talvez “e” só talvez, este preenchimento pede menos, enquanto achamos que é mais.

A insatisfação nos transforma muitas vezes em lutadores! Fortes e invencíveis lutadores que temos “sangue” nos olhos e foco total para conseguir, ou seja tudo isso só vai até à página 10, depois é sentir tudo de novo e aumentar a lista de reclamações – Eu nesta idade ainda não conquistei…. Eu já fiz tantas coisas, mas nunca consegui…. Vi que ele com metade da minha idade tem duas vezes mais do que eu, que ela sem instrução conseguiu em 1 ano o que não conquistei em 12 e “claro” que não basta sentir “o” vazio, os insatisfeitos precisam reclamar, fazer comparações para fortalecer aquilo que para ele é o mais preciso “a arte de dizer o que não possuem”, mas se….

Mentes confusas, quem sabe às vezes “perturbadas”, perdidas? Talvez! Se eu pudesse falar para estes insatisfeitos como homem livre que sou, eu diria em tom alto e claro – Fodaseeeee! Pare com as tretas, chega de merdas e saia desta bolha de falar, falar, se queixar, reclamar, organize a porra da vida e faça acontecer uma coisa de cada vez! Se eu posso, se ele pode, todos podem! Quer desistir? Desista de ser fraco e ponto final (Aqui já estaria em um tom de voz mais alto).

Porém sou um Hipnoterapeuta, conhecido pelo que faço e “principalmente” pela forma como faço, então recomendo que faça algumas sessões de hipnoterapia, permita-se mergulhar em um processo onde possamos juntos trabalhar para descobrir o que realmente impede você de conseguir viver sendo mais grato, conquistando, sem obsessão e quem sabe se trabalharmos os dois juntos com determinação até possamos construir uma bela e eficaz estratégia para fazê-lo viver e “não” sobreviver neste lindo planeta repleto de tantas oportunidades!

Sabe como me encontrar, né? Então se desejar pode chamar-me e conversamos.

Abraços Hipnóticos,

Eric Pereira
Fundador do Instituto Ponto de Equilíbrio.

Comente

comments

- Advertisment -ads eric pereira

Most Popular

É você que dá o PODER.

Este é um daqueles artigos que já inicio com um leve sorriso no rosto, pois sem nenhuma dúvida surpreenderá você e posso afirmar isso,...

Ter paz ou estar certo?

Olá! Aqui é o Eric e depois que coloquei a minha seleção de músicas para escrever e coloquei o título, fiquei olhando para a tela...

6 coisas que nos levam ao FRACASSO!

Estava semana estava fazendo a minha caminhada de manhã, dando o meu máximo ali para diminuir 3 minutos do meu tempo, enquanto pensava em...

O Jogo da INSATISFAÇÃO.

Eu queria muito, cheguei a imaginar, desejar, fantasiar…Sabe que no fundo, se eu tivesse, eu com certeza me sentiria melhor, muita coisa na minha...

Comente

comments