sexta-feira, janeiro 24, 2020
Dicas

Eu não mereço! – 65/365

294views

Ontem no final do dia recebi uma mensagem de uma pessoa no Instagram que dizia que gostava de ver as minhas postagens, fotos e achava que eu merecia cada momento feliz porque eu postava muitas dicas e estava sempre ajudando pessoas, então merecia cada um daqueles momentos!

Senti logo em seu discurso que estava lendo a mensagem de alguém que (não) se sentia merecedora e puxei um pouco por ela. Bastaram apenas algumas perguntas para perceber que ela sentia algo “ruim” só de pensar que poderia ter uma vida melhor!

Aproveitei aquele breve papo para explorar as suas respostas e a maioria delas não foi diferente do que estou acostumado a ouvir das pessoas que se sentem (não) merecedoras e quase todas têm uma história triste para contar que adquiriram do pai, mãe ou de um casamento falido! Mesmo uma pena isso.

No caso dela, cresceu com a mãe dizendo que eram de uma família pobre, que sua mãe era pobre, que a mãe dela também era pobre e que não tinha que ter vergonha de ser pobre, pois tinha que ter medo era se fosse rica e doente, cheia de problemas como a tia que ficou rica e esqueceu a família. **Atenção aqui! Até compreendo a indignação daquela mãe e penso que ser pobre não é mesmo nenhuma vergonha, mas ser pobre por cruzar os braços e aceitar a pobreza, também não tem nenhum mérito e ser rico não significa (jamais) ter problemas ou ficar doente!

Outra agravante na vida dela é que viveu 27 anos com um homem mesmo mau! Não permitiu que ela tivesse a sua independência e isso fez com que ela aceitasse apenas aquilo que ele queria e, pelo que eu entendi, o seu casamento funcionava na base de reconhecimento! Me agradou, ganha algo, não me agradou, perde algo e até apanhar em alguns momentos ela apanhou.

Enfim, não posso me aprofundar muito neste caso, pois não falamos muito, porém sei bem como funciona a mente das pessoas que acreditam que não merecem e em algum momento da minha vida também me senti assim e sabe o que descobri? Que o “veneno” injetado na mente destas pessoas é justamente a (culpa). Culpa por ter, por fazer, por conseguir! Culpa e mais culpa! Ruim, né?! Nãooooo! É péssimo!

Eu acredito que mereço cada viagem que faço, cada ténis que compro ou cada euro que ganho! Mereço simplesmente por ser quem sou e ponto. Eu não canso de falar que já fui uma pessoa ruim e fiz coisas que não me orgulho e, como muitas pessoas, segui por caminhos (menos) bons. Agora venho “todos os dias” trabalhando para ser melhor, para corrigir os meus erros, para ajudar outras pessoas a serem melhores e não carrego nem 1% de culpa! Às vezes lembro e fico triste, pois sou humano, porém logo percebo que o que foi feito está feito e a única coisa que posso fazer é viver melhor, ter atitudes melhores e não me punir!

Ahhhhhh, eis aqui a tarefa principal! Não se punir! Quando decidimos por qualquer motivo sermos (não) merecedores, estamos nos punindo e claro que existem muitas maneiras de nos punirmos, eu já experimentei algumas delas! Fumei muitoooo, abandonei a minha saúde, me maltratei, me isolei, chorei, desperdicei dinheiro, me feri! Nossa, chego a respirar fundo apenas por lembrar! Triste quando nos punimos por erros e situações onde abraçamos sozinhos tudo e nos colocamos em uma posição de culpa absoluta!

Leitor! Preste atenção!

Independente da cidade que esteja, do seu sexo, posição social ou a quantidade de dinheiro que tenha no banco! Lembre-se que todos nós merecemos ser felizes! Merecemos ter ao nosso lado uma pessoa que nos faz feliz, merecemos um carinho, um presente, um abraço, um elogio…. Merecemos poder comprar algo para nós, merecemos fazer uma bela viagem, merecemos realizar os nossos sonhos, merecemos dormir em paz e acordar com vontade de vencer na vida!

Merecemos sonhar e merecemos realizar! Eu mereço, você merece, todos nós merecemos! Sem exceção! Então deixe as historinhas de lado, não se importe se disseram que (NÃO PODIA) e vá fundooooo… Mergulhe! Não precisa fazer parte do grupinho que vive pelos cantos reclamando e sentindo-se mal por ganhar, ter ou receber! Pode aceitar os presentes, pode comprá-los, pode se dar ao luxo de ter sem culpa, sem medo, sem vergonha!

Por favor seja feliz! És um merecedor!
E se por qualquer motivo não acreditar nisso, está na hora de mudar os seus conceitos!

Vou ali ser feliz e amanhã volto!

Share

Comente

comments