terça-feira, fevereiro 18, 2020
Dica Terapêutica

Eu não consigo!

Depression, teen depression, pain, suffering, tunnel
104views

Nº15 |Para Refletir | Eric Pereira

Ok! Para muitos este título “Eu não consigo” é apenas uma destas curtas frases que podemos usar para dizer quando não conseguimos algo, para outros uma palavra dita quase que regularmente e para mim e meus clientes, uma palavra que evitamos dizer. Neste artigo tenho a intenção de fazê-lo pensar um pouco fora da caixa e também ajudá-lo a evitar tal frase.

Eu acredito que ela é muito utilizada, pois é uma frase fácil de ser dita “e” quando dita, ela resolve uma série de situações “ou” na verdade ela dá está falsa impressão que está resolvida, pois basta justificarmos que não conseguimos e nos sentimos isentos de fazer. Fácil, né? Imagina se lá atrás eu tivesse dito “eu não consigo” escrever artigos. É muito provável que teríamos menos 400 artigos espalhados por aí e consecutivamente milhares de pessoas não teriam sido beneficiadas e hoje não estamos aqui falando sobre este assunto e pode ser que a minha vida tivesse sido um pouco mais fácil, porém sem os resultados que tenho hoje.

Nos últimos anos identifiquei centenas de pessoas com quem tive contato direto através de atendimento terapêutico (presencial ou online) e alunos que usaram em várias situações estas pequena frase e com o tempo fui percebendo como é preocupante que cada vez mais pessoas se validam da ideia de não conseguirem, para simplesmente jogarem a toalha no chão “ou” para nem iniciarem nenhum processo de transformação e para mim (Eric Pereira), fica muito claro que grande parte destas pessoas nem sabe o que vem pela frente, elas nem fazem ideia e já criam filmes mentais tão complexos que o dizer “eu não consigo” se torna a opção mais válida e mais tranquila.

Outro dia em uma sessão, ouvia o meu cliente reclamar que precisava ganhar mais dinheiro e propus de imediato que fizéssemos um plano a longo prazo para ele conseguir aumentar o seu faturamento que na época rondava perto de 2.000€ mensais para 10.000€ e ele deu uma gargalhada e disse o que: “Jamais conseguirei!” Nem ouviu a ideia, nem compreendeu a dinâmica do “planejamento a longo prazo” e somente 2 sessões depois daquela é que consegui apresentar-lhe a ideia e claro que se apaixonou, porém a sua resistência estava ali atrapalhando e muito a sua maneira de fazer o que fazia e identificamos durante nosso processo que ele tinha tanto medo de fracassar que não conseguia olhar para a situação com clareza. E grave esta palavra “clareza” que usaremos mais a diante.

O “Eu não Consigo” é uma frase muito poderosa (negativamente) capaz de construir enormes muros ao invés de pontes, é tão negativa que constribui com nossos processos de desistência e algumas pessoas a utilizam antes mesmo de iniciar alguma coisa e outras logo que iniciam.

Trabalhei cm uma cliente, brasileira que queria eliminar 12 kilos e construímos uma bela estratégia que durou exatos 8 dias, até ela soltar “Ericccccc, eu não consigoooo! Fiz de “tudo”, mas…. E de toda a frase a única coisa que me chamou à atenção foi “FIZ DE TUDO”. Quem ela queria enganar? Fez de tudo em apenas 8 dias? Rss! Por favor, né? Nós muitas vezes nos enganamos e sei que cada pessoa possui um motivo muito particular para desistir e não sei qual o seu que me lê, se é que desiste com facilidade dos seus sonhos e objetivos, mas digo sem medo de errar aqui que todos nós (incluindo você e eu), conseguimos, quando a nossa meta MAIOR está fixada.

Lembra-se daquela palavrinha? Quero clarificar tudo aqui para você!

Penso que as pessoas que afirmam que não conseguem ou que desistem logo no primeiro ou segundo desafio, são aquelas pessoas que não possuem uma meta maior e o que quero dizer com isso? Quero mesmo dizer: meta MAIOR. Um objetivo realmente grande para que você consiga olhar para ele diariamente e depois possa construir outros menores que te conectem ao maior e uma vez fazendo isso começa a perceber que não existe difícil, complicado, impossível, entende? O que existe são escolhas, maneiras de fazer e tempo.

Qualquer pessoa pode ganhar 1 milhão de euros? Lógico que sim e isso está mais do que comprovado. Quando eu tinha 15 anos, vendia seguros saúde e via a ideia de ganhar o meu primeiro milhão como algo distante, pois os que ganhavam eram pessoas formadas, com pós-graduação e grandes contatos e depois isso caiu por terra e hoje jovens criam algo na internet e vendem por todo o mundo e ganham milhões.

Ter liberdade antes era possível apenas para pessoas que se aposentavam, ou seja depois de 50, 60 anos trabalhando e hoje? Hoje ter liberdade é muito mais fácil, e muitas pessoas trabalham a partir de casa ou precisam apenas de um computador e internet. Rss

O “não conseguir” é apenas uma frase, uma espécie de chave que quando dita, fecha portas e ponto para aqueles que têm medo de avançar, é sem dúvida a melhor escolha, mas o que desejam virar a chave para o outro lado e realmente abrir portas, a palavra é “meta maior”. Construa as suas metas maiores, comece de trás pra frente – Primeiro a GIGANTE! Aquela que levará talvez uma década para conquistar (10 anos) e depois pense no que precisa ano a ano para chegar lá, compreende este conceito?

Eu (Eric Pereira), quero ser o escritor de desenvolvimento pessoal mais lido em toda a Europa em 2030, ok! Grande meta, porém para chegar lá eu preciso de compreender o que isso significa e preciso escrever diariamente (Aqui estou), preciso que isso se torne uma rotina (E já se tornou há mais de 1 ano) e preciso evoluir (Sinto que evoluo sempre), preciso que a minha escrita agrade as pessoas (pelas avaliações que recebo agrada 92%) das pessoas e por aí vou construindo o caminho parte por parte sem “sequer” pensar em desistir e é sobre isso que estou fazendo!!!

Pare por favor de dizer “eu não consigo” e substitua por “sim, eu consigo!” Pode até ser que tenha que descobrir uma maneira de o fazer, porém precisa ir e fazer, precisa colocar ação!

E se gostou deste artigo, por favor compartilhe para atingirmos o maior número de pessoas e se ainda não segue a minha página, vá lá e siga-a agora para ter acesso diariamente aos meus textos, podcasts e vídeos.

Fique bem, muito bem!

Share

Comente

comments