quarta-feira, junho 19, 2019
365 Dicas Terapêuticas

CEGOS com ótima visão! – 151/365

144views

Dica Terapêutica

Ontem tive um dia bem agitado, com atendimentos, reuniões e ainda bem tarde aceitei a chamada de um amigo que “precisava” desabafar. Nestas horas penso que ser apenas amigo é o ideal, porém a veia terapêutica salta de vez em sempre e ali estou eu analisando e fazendo-o pensar um pouco no momento que está atravessando. No final riamos os dois e achei interessante transformar este papo em dica terapêutica, com a autorização dele é claro.

A sua reclamação MAIOR era a sua dificuldade de ganhar dinheiro. Falámos sobre o mercado instável e como em Portugal está difícil e ele ainda disse que pensava até em ir viver em Londres, já que falava bem o inglês e conhecia amigos por lá. Entre uma reclamação e outra eu percebia que ele já sabia o que queria fazer “ou” pelo menos pensava que sabia, porém por algum motivo queria ouvir opiniões que afirmassem a sua escolha, talvez para o caso de amanhã algo não corresse bem, ele pudesse aliviar de alguma maneira a sua “culpa”, sei lá!

O facto é que entre as perguntas que fiz, uma trouxe um silêncio na ligação – Será que o foco é MESMO ganhar dinheiro? Pois durante a maior parte da ligação, a sua questão foi a dificuldade em ganhar dinheiro e não vi em nenhum momento ele falar em trabalhar, em ajudar as pessoas, em vender os seus cursos para formar melhores seres humanos ou atendê-las para ajudá-las no seu processo de evolução, apenas ouço-o falar dele, dele, do dinheiro e de mais nada.

Interessante é que às vezes temos uma ótima visão e nos tornamos de alguma maneira CEGOS. Não enxergamos a realidade no todo, apenas direcionamos o foco para uma situação, sendo que se trabalhássemos outras ao redor daquela situação, tudo seria resolvido! Às vezes nos tornamos obcecados em resolver algo e não percebemos que o alvo para aquela situação se resolver é outro!

Atendi um senhor que estava muito mal porque a esposa pediu divórcio e o seu foco se tornou não dar o divórcio. Então começou a mostrar pra ela que sem ele a vida seria difícil, que ela não tinha emprego e em muitos momentos fez-lhe a vida negra acreditando que dali em diante ela iria compreender e ficar com ele. Isto poderia até dar certo, mas ela não ficaria por amor, correto? Ela ficaria por chantagem, por medo e com certeza chegaria a um momento que ela não suportaria e iria escolher sofrer todas as consequências, desde que deixasse de ser refém daquele homem.

Não foi fácil mostrar esta “realidade” para ele, mas logo a nossa meta era outra e ele deixou de pressioná-la e começou a reconquistá-la. Ele percebeu que a distância entre os dois se dava devido às suas escolhas de trabalhar muito e “viver” para outras pessoas e ela já não aguentava mais. Lembro em uma das nossas sessões, ele dizendo que ela reclamava que não tirava férias há 12 anos! Imagine? 8 anos em casa cuidando de 2 filhas e mal tendo uma vida?

Eles resolveram ir para a França e apesar de ser apenas 10 dias, foram 10 dias sozinhos os dois e ele me disse que nunca esteve tão feliz. Compreende como prestar atenção se o seu alvo está mesmo correto pode fazer a grande diferença? Não adianta ter as melhores flechas, saber atirá-las se o alvo não é o correto!

Ontem o meu amigo me perguntou o que deveria fazer e apesar de dar dicas terapêuticas diariamente aqui, sinto que é uma responsabilidade dizer o que fazer, pois compartilhar experiências não é ditar regras. Mesmo assim, pela nossa intimidade, falei-lhe sobre o que eu faço e se perceberem estou sempre contribuindo de alguma forma! Escrevo dicas terapêuticas diariamente para as redes sociais e para o meu blog! Mensalmente escrevo uma dica para a revista ZENenergy, este mês escrevi para a Saúde Natural e para a Reiki Yoga, sem contar que agora estou gravado 1 vídeo por dia com uma dica para as pessoas que preferem assistir, ao invés de ler e ainda todos os domingos faço uma live terapêutica que depois vira podcast e vai para o Itunes e SoundCloud.

Meu alvo é entregar conteúdo! Amo escrever e por este motivo estou indo para o 3º livro, pois o segundo já entreguei à editora e isso é mesmo mágico para mim e qual a consequência de tanta entrega? Convites para palestras, pessoas me procurando para fazerem sessões de coaching ou hipnoterapia e claro que ganho dinheiro com isso, eu vivo disso, né! No entanto, o alvo não é o dinheiro, um dia já foi e aprendi a lição (MESMO) e redirecionei completamente o meu alvo, a minha energia, a minha recompensa.

Isso é tão importante, pois minha MAIOR recompensa hoje é, sem nenhuma dúvida, o resultado que consigo nas pessoas que buscam ajuda comigo. Eu me sinto ótimo, principalmente quando percebo que trouxe uma mudança para a vida daquela pessoa e que a mudança foi tão significativa que uma série de novos eventos positivos vão ajudá-la a viver uma vida melhor e olha isso – Uma pessoa transformada, com o mindset certo, vai transformar outras pessoas ao seu redor! Rsss! Lindo, né?

Então olhe bem para a sua vida, pois acredito que esta é uma poderosa dica terapêutica que pode ajudá-lo MESMO a voltar a enxergar “ou” como eu adoro falar, mudar a lente! A lente certa pode fazer toda a diferença e depois quando nos tornamos bons em perceber tudo isso, a vida se torna muito, muito, muito melhor para nós e para todos ao nosso redor.

Share

Comente

comments