Sem terno, sem gravata e no meu MELHOR. – 210/365

Hoje acordei com a intenção de escrever sobre “O Poder da Intenção”, porém fui ler meus e-mails enquanto tomava café e me deparei com um curioso e interessante e-mails que me motivou a mudar o tema e vou compartilhar apenas a frase motivadora, ok?

“Srº Eric Pereira, acredito que se quiser ter sucesso no nosso país deveria usar terno e gravata sempre, pois as pessoas compram uma boa imagem”

Apesar dos e-mail ser maior que isso, vamo-nos concentrar apenas nesta opinião poderosa que este sujeito acha importante. Começo por dizer que respeito a sua opinião ao dizer que um bom terno e uma linda gravata podem realmente ajudar imensamente para transmitir uma melhor imagem para as pessoas e sem nenhuma dúvida (VENDE) a ideia de alguém poderoso.

Talvez o que este leitor (ou admirador ou seguidor), não sabe é que não estou nem um pouco interessado em vender para ele e nem para ninguém uma imagem que não tenho! Passei anos da minha vida a andar de terno e gravata e fiz centenas de palestras assim e hoje me satisfaço com as minhas t-shirt`s pretas ou as minhas polos da mesma cor.

Sinto-me realmente muito bem usando preto, simples, básico e sem nenhum requinte. Fácil, não perco nenhum tempo escolhendo roupas e nem perco (nenhum) tempo fazendo combinações e o mais importante de tudo isso – (EU) Eric Pereira – me sinto bem assim. Concordo que nem sempre parecerei elegante ou chic e nem ganharei comentários do tipo, “Uauuu, ele arrasou com este figurino” (rindo alto), mas não estou em busca destes comentários também.

Eu prefiro os que dizem “Me ajudou imenso” , “sou grato por sua dica” , “aprendi” ou “isso me fez pensar” e a maioria dos comentários como este não estão publicados em baixo das minhas dicas e nem são enviados para as revistas que eu escrevo, mas são enviados pra mim por e-mails ou mensagem privada. Fico feliz quando leio cada um deles e “às vezes” demoro para responder, mas gosto e respondo cada um deles.

Confesso que acho elegante homens que gostam de um bom terno e às vezes uso um em ocasiões especiais e está tudo certo, porém sem terno e sem gravata, vivo o meu melhor e garanto que os resultados que possuo hoje em consultório não vão melhorar devido ao traje que utilizarei naquele dia. O que faz a diferença no que faço é como (eu) faço e isso é independente da minha roupa.

Às vezes tenho uma sensação que o conforto que tenho usando roupas que eu gosto me ajudam imensamente, pois estou confortável aqui neste momento escrevendo esta dica e estarei o dia todo confortável atendendo os meus clientes e assim sou eu!

Quero sempre ajudá-lo a melhorar a sua vida e vou aproveitar este email para dizer que você também precisa se sentir bem com a roupa que usa e claro que não devemos ser descuidados, deixar a barba gigante e mal cuidada, não fazer as unhas e nem usar qualquer roupa suja… Obvio que não! Mas podemos ser nós mesmo em nossa melhor versão. Tem mulheres que se sentem muito bem usando calça jeans e não gostam de usar saias e devem usar apenas para parecerem mais femininas? Claro que não, né! Elas devem sentir-se confortáveis e este nosso aprendizado aqui não precisa ficar apenas na roupa que usamos, podemos elevá-lo para outros patamares, pois algumas pessoas fazem coisas que nunca gostam de fazer porque sentem a necessidade de agradar outras pessoas e isso é realmente o absurdo do absurdo.

Comece a olhar para dentro de si e a perceber que não adianta em nada fazer por fazer, fazer para que as outras pessoas (comprem) a sua ideia, porque no fundo, no fundo o que importante verdadeiramente é o seu estado emocional. Imagina que eu usasse todos os dias terno e gravata para transmitir uma ideia mais credível. Poderia agradar muitas pessoas e quem sabe teria mais clientes (Apesar de ter a agenda lotada até final de novembro), porém mesmo que fizesse isso todos os dias com absoluta certeza sentiria um peso por fazer o que não desejo fazer e aí? Como lidaria com isso?

Por favor, né?! Tenho consciência de que nem tudo pode ser transformado com o estalar de dedos, mas pra mim o momento X da transformação não acontece no andamento e sim na decisão. Pode não estar satisfeito com o trabalho que possui e está tudo certo, mas quando decidir verdadeiramente isso e que precisa mudar de trabalho, naquele (micro segundo) que decidiu mudar, a magia começa a acontecer e aí vem o planejamento, as ideias, a estratégia certa e pode talvez demorar 1 ano ou 3 para mudar, mas o importante é que o botão do start foi apertado, que a decisão foi tomada, que o processo se iniciou, compreende?

Tenha atenção ao que as pessoas vão (impondo) para você ao longo da sua vida e fique mesmo atento, pois algumas coisas são claras e são MESMO ditas olho no olho, outras são embutidas na sua mente naquele momento de dúvida, naquele dia de choro, naquele momento em que tudo o que precisava era de um abraço amigo e junto vieram opiniões e ideias que apenas o ajudaram a construir padrões que não são seus e jamais serão.

Viva a sua vida com responsabilidade (é claro), mas livre de tudo! Por favor, livre-se mesmo de tudo que lhe faz mal ou aprisiona

Share

80total visits,2visits today

Comments

comments