08 – Construção de metas para 2019

Metas e Estruturas para 2019
Eric Pereira|Metas|2019|Estratégias

Sou um grande fã do comportamento humano e hoje quero ajudá-lo a ver a sua vida por outro ângulo! Pode ser que esta mensagem entre no seu coração como uma flecha e doa um pouco e pode ser que não te diga absolutamente nada. Vamos ver.

A maioria das pessoas tem o hábito (negativo) de apontar o dedo para as outras pessoas e esquecem de olhar diariamente no espelho e ver as próprias ações e claro que cada uma destas pessoas tem a sua (desculpa) para não fazer isso.
O fato é que ontem eu estava estudando alguns casos e percebi que muitas pessoas têm uma incrível capacidade de (fugirem) das suas responsabilidades e outras têm o (dom) de encontrarem um culpado para as suas “fugas” e normalmente estas pessoas são as que deixam pra depois, que arrumam desculpas, contam historinhas perfeitas, algumas são dignas de um Óscar.

Elas até podem iniciar um processo, podem até desenhar as suas metas, mas na primeira dificuldade, elas logo culpam o governo, o tempo, o ano de 2019 que terá uma influência numerológica, a luz que está em aquário e por aí vai… E no meu dia a dia convivo muito com pessoas cheias de (mimimi) e às vezes (EU) me pego arrumando uma desculpa e logo procuro corrigir, talvez porque lido com isso dia após dia e a minha mente já está mais treinada.

Então hoje esta dica traz a ideia de ficar alerta, prestar mais atenção, perceber, acordar, pois na minha visão a maioria das pessoas não consegue atingir os seus objetivos justamente porque (arrumam) no meio do caminho desculpas que justificam as suas desistências e peço que antes de mais nada observe isso! Veja por vários ângulos as suas ações, antes que julgue errado as suas ações.

Nestes anos atendendo em consultório ouço muitas pessoas afirmando que estão certas e que desistiram por este ou aquele motivo e a “maioria” destas pessoas está tão hipnotizada que não enxerga que os seus lindos discursos nada mais são do que desculpas para as suas desculpas.

Teimosia não nos leva a lugar nenhum. Apenas nos aprisiona e acredito que assumir as nossas falhas é uma das chaves que liberta a nossa alma. Eu (Eric Pereira), já menti muito pra mim mesmo, já contei historinhas e arrumei lindas e belas desculpas para (justificar) outras desculpas menos boas e tudo isso para justificar para minha mente que eu estava no controlo e sabia exatamente o que estava fazendo.

Porém, com o tempo fui olhando para o lado e vendo que muitas pessoas conseguiam e eu não saia do lugar, que pessoas eram felizes e eu enfrentava processos de depressão e tristeza e pela (DOR) comecei a mudar. Na verdade, não pela dor, mas justamente para não ter “a” dor. Algumas aprendem por amor e outros para fugir da dor.

Olhe profundamente pra você, pois os seus resultados estão diretamente ligados aos seus pensamentos, as suas ações, ao seu nível de aprendizado e lembre-se sempre que a distração durante o processo vai acontecer, porém podemos observar conscientemente e voltarmos para o caminho, pois se cair em uma distração profunda, corre o risco de quando perceber estar perdido em algum lugar e nem saber onde estava (antes) ou para onde estava indo e isso será doloroso, pois terá que recomeçar e se está cansado de recomeços, a solução é não se perder durante o seu processo.

Espero que tenha sido uma dica valiosa, pois pra mim é extremamente valiosa

Share

118total visits,1visits today

Comments

comments