Olá Pessoas!
Tudo bem com vocês? Espero que sim…
Hoje tenho uma super dica que poderá fazer “a” diferença na vida de vocês e pode ser (talvez deva ser) usada em todos os setores! Muitas vezes recebo mensagens de pessoas que seguem as minhas dicas aqui e no #podcast365 e dizem que gostaram, mas não sabem como fazer para colocá-las em prática, então vamos ver se consigo ajudar neste alinhamento.

Todas as dicas que faço são baseadas na minha experiência de vida pessoal e com atendimentos online (penso que já sabe)

…e um dos fatores mais poderosos para realmente conseguirmos colocar em prática e mantermos (na minha opinião) é antes de mais nada prestar atenção ao início, pois aqui começa qualquer coisa – Uma das perguntas que mais recebo é: Como deixo de procrastinar?
Então usarei como exemplo esta questão! Há dois dias escrevi sobre procrastinação, talvez pela décima vez e sempre digo dentro da dica que construir um check-list é algo que contribui imenso, fazer o que deve ser feito independente do seu estado emocional, da sua motivação também, agora o “início” disso deve ser muito bem feito!
Eu sou um procrastinador (Sim! Eu sou)
E justamente por esse motivo tenho uma agenda no meu celular (G-mail) e lá tenho todos os meus compromissos anotado e por cor!
Consultas online (amarelo), reuniões (vermelho), consultas presenciais (azul) e por aí vai e sempre 30 minutos antes de cada tarefa recebo uma notificação no celular, notebook e relógio e pode parecer um exagero, mas aqui é apenas porque está tudo sincronizado!
Depois tenho o hábito de acordar muito cedo (5:30h/6:00h) e o ritmo é banho, café, meditação e a construção do check-list no papel e aqui entra o que não está na agenda, pois na agenda está tudo que está relacionado a atendimento terapêutico online e no papel tudo que posso e consigo fazer nos intervalos e tempo livre, como escrever X páginas de um livro, ler X páginas, gravar podcast, escrever artigos, responder emails e por aí vai…

Um aluno me perguntou certa vez porque eu anotava algo que ia fazer naquele instante, se já estava a iniciar?

E a resposta foi simples! Para ter a tarefa em si anotada, por vários motivos, entre eles para no final do dia e olhar para o que eu fiz, para na sexta eu poder ver o meu progresso semanal e “principalmente” para avaliar o meu desempenho no trimestre e no meu caso trata-se de não ter ninguém acima de mim, então preciso ter uma disciplina redobrada, compreende?
E este início diariamente que vai desde meditar 15 minutos por dia, até verificar o que foi feito e o que não consegui fazer é de extrema importância. Porém, a minha atenção está para o início – Ver agenda de atendimentos, conferir mensagem para os clientes e escrever o check-list e preciso (no meu caso), fazer este “início” diariamente e faz imenso sentido fazê-lo e hoje não é mais algo negativo (já foi), é um ótimo hábito que me ajuda a organizar todo o meu dia, diria até a minha vida.
Depois disso o meu foco está sempre no “processo”, na execução, no colocar em prática, compreende isso?
Quando desenho um processo de coaching com algum cliente meu, determinamos o seu estado atual (Ponto A) e o seu estado desejado (Ponto B) e tudo isso leva tempo, deve ser bem desenhado, agora uma vez definido, se ele focar apenas onde deseja chegar (Ponto B), ele corre um sério risco de se perder pelo caminho (Sim!), então estar atento ao processo faz toda a diferença, até porque para entrarmos no automático da vida é bem fácil. Para sairmos de uma zona de conforto e entrarmos em outra então… é algo fácil!

O processo é muito importante

Seja lá que situação esteja a desenvolver, esteja muito atento a estar no processo, a vivenciá-lo, a sentir, a compreender, pois irá passar a maior parte do seu tempo “nele”, então precisa estar atento ao que faz e principalmente “como” faz e ainda no exemplo da procrastinação, estar no processo é fazer, fazer e fazer da melhor maneira possível.
Estou neste momento no aeroporto de Lisboa, indo para Madrid e pensei 2 vezes em escrever este e uma parte minha disse assim: Escreve lá….Quando chegares, com calma…. (Meu lado sabotador, procrastinador) …
Depois pensei: Posso escrever durante o voo! Será? E meu lado “foco total no processo gritou: Abre este notebook e começa isso já, pois depois poderás descansar…. E aqui estou. (Rindo alto).
Ouvindo meu Jazz, escrevendo e fazendo ao invés de adiar, de acumular, de deixar para daqui a pouco! Olhe para o que está fazendo e claro que precisa ter aqui discernimento, né?
Se não vai contar historinhas e arrumar justificativas enormes para deixar para depois! Lembre-se do benefício a meio e longo prazo – Isso pode fazer diferença! Ter consciência…. Aumentar a consciência.
Agora, se ficou até o final, se leu tudo me responda – Estas pequenas dicas lhe ajudam de que forma? Conte aí a sua experiência de estar aqui comigo diariamente “ou quase” diariamente!
Até já,

Comente

comments