E hoje acordei mais tarde! Eita, como é bom dormir um pouco mais, né? Me dei ao luxo de acordar às 8h, fiz a minha meditação e logo no final o que veio à minha mente foi como foi a minha semana e além de partilhar isso, quero levá-lo a uma reflexão.

Esta semana toda estive no Hospital da Luz em Lisboa para exames!

Vários tipos de exames e sim, estou bem e não vim porque estava sentindo nada ruim, apenas gosto de fazer um check-up a cada 6 meses e já estava há 8 sem o fazer. Entre um exame e outro, enquanto aguardava nas recepções, observava e pensava…

Muitas pessoas vão ao hospital somente quando precisam, começam a se cuidar apenas quando um alarme interno toca e muitas vezes é depois de tocar algumas vezes ou quem sabe depois de tocar mais alto e falo isso em todas as áreas (física e mental).

Raramente alguém me procura porque quer por exemplo aprender auto-hipnose para prevenir para não ter uma mente acelerada ou quer fazer um tratamento com hipnose para melhorar a leitura, a retenção de informação, elas procuram já quando estão realmente procrastinando ou possuem dificuldade de memorizar.

Curioso, né?

Talvez seja assim em outros setores da vida! Quando podemos melhorar? Todos os dias, constantemente, porém estamos muito ocupados na maioria das vezes “tentando”, “nos esforçando” para sobreviver! Já parou para pensar que passamos muito tempo lutando para ter, para pagar as contas, para não cair da corda bamba em que vivemos no dia a dia?

Curioso que “inclusive eu” que falo tanto sobre sair do automático, muitas vezes entro nele e nem percebo….

Tenho estado a pensar sobre muitas coisas nos últimos meses (desde o isolamento), observado com mais atenção o meu estilo de vida e sinceramente por mais que eu ame “viver”, só agora é que tenho percebido que não preciso de tantas coisas para ser feliz, que não preciso de tantas metas para atingir e que “às vezes” entro em conflitos internos justamente para alcançar resultados que se eu analisar com atenção (e tenho feito isso), são apenas para preencher algo que mais tarde estará vazio de novo e precisarei de mais um objetivo para preencher novamente e que este ciclo jamais se encerará.

Acredito que todos nós, precisamos olhar com mais atenção para nossas vidas e nos perguntarmos porque fazemos o que fazemos, comemos o que comemos e até porque comprarmos o que compramos e dentro desta ideia nos perguntarmos se realmente precisamos disso!

Lembro de há anos atrás, ainda no brasil estar louco para comprar um Audi e só sosseguei, depois de ter um e sinceramente, alguns meses depois era (pra mim), apenas mais um carro! Entende o que digo? Compreende a profundidade disso?

Hoje o que me traz felicidade é tão diferente….

Estar com as pessoas que amo, sair diariamente com a minha esposa para um café ou mesmo para uma voltinha perto de casa… Meditar! Gravar o #podcast365 diariamente, escrever meus livros, estar aqui hoje em pleno domingo escrevendo e às vezes olhando pela janela olhando para o céu de Lisboa.

Ok, eu poderia fazer uma enorme lista de coisas que me fazem mais feliz e sinceramente nela (hoje) encontraríamos muito poucas coisas que precisariam ser compradas.

Correndo o risco de ser chamado de “doidão”, estou nas últimas semanas super a fim de vender a maioria das coisas que tenho em casa e assumir um estilo de vida “minimalista” e no meu caso que vivo em Portugal x Espanha até faz mais sentido, pois este “ir e vir” poderia facilitar e muito as coisas…

Às vezes olho para algumas coisas que temos em casa que não temos nenhuma necessidade e pode ser que outra pessoa até precise mais do que eu e incluo nesta “ideia” roupas, utensílios de cozinha, objetos, eletrônicos e tantas outras coisas….

Esvaziar, desentralhar (Nem sei se esta palavra existe), mas gosto dela!

E acho que isso vai fazendo sentido em outras tantas coisas, como amizades (pois todos temos amizades pesadas), hábitos, alimentação e por aí vai… E como disse talvez eu esteja aqui sendo “doidão”, mas não creio…. Estou com esta vontade de mudança há muito tempo e acho que finalmente chegou a hora!

Então e você já pensou em fazer algum tipo de mudança assim, onde realmente se livra daquilo que não faz mais sentido para você? Ou ainda é apegado a “pessoas” e “coisas”?
E por favor, entenda bem quando falo pessoas, pois não estou falando sobre se isolar, apenas sobre se afastar de quem não lhe faz tão bem assim e de coisas que não precisa mais “ou” quem sabe nunca precisou….

Engraçado “pra mim” que às vezes quero deixar de falar até palavras que nem fazem mais sentido serem pronunciadas…. Desapego, momento zen, loucura total e pode dar o nome que quiser aí, pois aqui eu chamarei tudo isso de liberdade….

Um ótimo dia para todos nós.

➡️Tenho um GRUPO VIP no Telegram e será um prazer imenso ter sua presença lá. Clique aqui para participar!

Comente

comments