Category: Dica Terapêutica

6 incríveis maneiras de aumentar a sua confiança

Olá!
Aqui é o Eric,

E nada melhor para iniciar uma semana do que falarmos sobre confiança, concorda? Desde que comecei a gravar o #podcast365 diariamente, muitas pessoas me pedem temas e adoro receber estes pedidos e um dos temas que mais tenho recebido nas últimas semanas está ligado com o aumento de confiança e decidi fazer disso um artigo.

Eu me considero uma pessoa muito confiante, às vezes até demais, rss! Sou daqueles que acredita imenso no que faz, que mergulha de cabeça com uma confiança absurda e as pessoas que convivem mais comigo sempre dizem que gostariam de ter 10% da minha confiança e digo sempre a todos que nem sempre foi assim (é verdade), houve uma época em que eu vivia cheio de incertezas, de medos, de conflitos internos e acredito que esta minha confiança, esta fé cega que possuo veio de treinar a mente, de ir no início com medo mesmo, de enfrentar e, claro, conduzir a minha mente a compreender o que realmente se passava ao meu redor.

Sem medo de errar eu digo que aprender “Auto-Hipnose” e exercitar com alguma frequência transformou a minha vida em muitos aspectos e restaurou a minha confiança “ou” construiu-a. Não sei bem dizer, mas sei que hoje me sinto muito mais confiante e isso faz com que outros setores da minha vida se mantenham equilibrados e que eu tenha mais momentos bons do que menos bons! E atenção aqui por favor – Os momentos menos bons, eles acontecem na minha vida com frequência, penso até que é normal…. Agora a questão nunca é o que acontece, mas sim “o que eu faço com o que acontece”.

Eu pensei muito, revi anotações de exercícios que recomendo aos meus clientes em sessões online e vou entregar aqui 6 incríveis maneiras de aumentar a sua confiança. Espero que goste de todas e que se lembre de colocar em prática, pois apenas ler não faz nenhuma diferença, ok?

1º SORRIA


Já percebeu que pessoas que sorriem mais, normalmente são mais felizes? Estudos indicam que “o sorrir” faz bem, traz confiança, gera sensações de bem-estar e acredito imenso nisso. Hoje em dia existe inclusive terapia do riso, então se esforce para sorrir e com isso sentirá mais autoconfiança e ainda contribuirá para a felicidade de outras pessoas, afinal sempre somos impactados por um bom sorriso, não é mesmo?

2º ACABE COM AS COMPARAÇÕES

?????????????????????????????????????????????????

Há pouco mais de um mês, atendi um jovem de 32 anos que mora na Suíça que estava em sofrimento e um grande sofrimento pois dizia que a sua vida era péssima e que tudo era ruim e com um pouco mais de 40 minutos de conversa ficou muito claro que ele pensava e sofria daquelas maneira “principalmente” porque seguia pessoas no Instagram que eram mais novos do que ele e tinham uma vida incrível. Ops! Deixa-me corrigir aqui. Que aparentemente, no “Instagram” possuíam vidas incríveis. Vidas com filtros, se é que me entende.

É difícil competir com estas postagens! Imagine se eu fosse seguir todos os homens com corpos esculturais, barrigas tanquinho…. Eu provavelmente me sentiria o obeso, o cara estranho, o fora da média, compreende? Acabe com as comparações! Cada um vive o que vive, é o que é e está tudo certo e se não está satisfeito, tudo bem, entendo, mas faça algo para transformar e não fique sentindo-se um lixo por não ser igual.

Confie em você e lembre-se que sempre pode melhorar em todos os setores da sua vida e sim eu disse em todos! Coloque o seu foco em você e não na grama do vizinho! Ela é mais verdinha, porque ele cuida faz coisas que provavelmente você não está fazendo, então inicie imediatamente.

3º FAÇA UMA LISTA PODEROSA


Pegue papel e caneta e faça uma lista poderosa de coisas que você gosta em si e que lhe fazem sentir bem. Pode ser 10, 20 ou até 30 coisas, mas escreva, depois leia, reflita sobre cada uma delas e perceba como estas coisas são importantes para você.

Eu já fiz esta lista e no início fiquei com a caneta na mão olhado para o papel sem saber o que deveria escrever, até que comecei a lembrar que existem muitas coisas que me fazem super bem, como cozinhar! Amo cozinhar, principalmente para a minha família e amigos, a maneira como eu contribuo gratuitamente para o crescimento das pessoas, isso é algo alucinante e incrível e me sinto mega bem fazendo isso, entende aqui a ideia!

Comece a sua lista ainda hoje.

4º IDENTIFIQUE AS SUAS PAIXÕES

Acho que não é segredo que tenho duas grandes paixões na minha vida – Fazer Hipnose e Escrever! Uauuuu…. Isso são as duas coisas que mais amo! Escrever para mim é como estar em uma sessão terapêutica onde consigo me libertar, viajar, mergulhar fundo e às vezes muito fundo…. Simplesmente adoro! E quando estou a fazer uma sessão de hipnoterapia, conduzindo uma pessoa para um transe, para transformar um processo é mesmo de arrepiar.

Analise o que faz você sentir esta gratidão toda, o que faz você sentir-se mesmo bem, muito bem! Que arranca sorrisos e que provoca deliciosas noites de sono! Perceba as suas paixões e invista tudo que puder nelas e quando falo em investir não é apenas dinheiro, mas tempo também, isso contribuirá para uma confiança sólida.

5º SEJA VOCÊ MESMO

Eu já fui tantas versões de mim mesmo e confesso que algumas delas tinha o objetivo de agradar as pessoas, mas sinceramente a melhor coisa do planeta é sermos nós mesmos em tempo integral, sem medo do que vão pensar e sem construir cenários que depois vamos ter que sustentar por meses e quem sabe anos…. Isso é desgastante nível 10.

Seja você mesmo! Sinta-se bem todos os dias apenas sendo você, fazendo o que gosta e aproveitando ao máximo a sua vida! Alguns confundem isso com egoísmo, outros dizem não gostar de como são, mas quando estou atendendo muitas destas pessoas que nem sabem se gostam delas mesmas, entendo que dizem que não gostam porque nunca exploraram ao máximo serem elas mesmas.

Muitas pessoas vivem querendo ser outra pessoa, porque foram educadas para ser tudo, menos elas mesmas. Foram “quase” que forçadas a se tornar outras pessoas para a.g.r.a.d.a.r e estou cansado de ver isso no meu dia a dia e ok, está tudo certo, elas foram induzidas e nem sabiam, mas agora que sabe disso, que tal aumentar esta confiança sendo apenas você mesmo?

6º CONTROLE AS SUAS EMOÇÕES


Quando criei o projeto Auto-Hipnose sem desculpas, as primeiras turmas e clientes que utilizaram o processo afirmavam que se sentiam mais confiantes e mesmo aqueles que estavam no projeto para trabalhar outras situações percebiam que sentiam confiança e quando os questionava, eles afirmavam que estava ligado ao facto de terem aprendido a controlar as suas emoções.

Não estou aqui dizendo que você acorda feliz e dorme triste e no meio do dia tem ataques de nervos, ok? Mas a maioria das pessoas que não conseguem confiar nelas mesmas, que oscilam ou vivem em dúvida, são pessoas que não conseguem controlar as suas emoções.

Aprenda a controlar as suas emoções e infinitas possibilidades se abrirão para você, tenho certeza disso! Pode fazer isso em um tratamento terapêutico e claro que sempre recomendarei a hipnoterapia, pode também contratar um Coach e fazer um ótimo processo para ganhar habilidades e sem nenhuma dúvida a auto-hipnose!

Espero de alguma forma ter contribuído para ajudar no aumento da sua confiança e se gostou deixe o seu comentário, like e por favor compartilhe para que outras pessoas tenham acesso a esta informação!

Abraços Hipnóticos,
Até o próximo.

Read More

Preciso de mais uma dose!

Olá Pessoas!

Sabe aquelas pessoas “viciadas” que precisam de mais uma dose para se sentirem bem?

Então, acho que ando nesta, pois tenho sentido uma enorme falta em escrever para o meu blog!

Será que estou viciado? Brincadeiras à parte, estava mesmo precisando estar aqui e não se trata de estar viciado, mas de sentir um enorme prazer em escrever e mesmo colocando um artigo todos os domingos no blog, estava sentindo imensa falta… De bater papo com vocês, de contar as novidades, de somar um pouquinho mais no processo transformacional, então vamos ver se consigo conciliar a minha agenda de atendimentos para estar mais vezes na semana aqui, ok?

Vou aproveitar este para contar um pouco das novidades, do que vem por aí e também falar sobre como foi a semana do #podcast365 com o tema desacelerar. Vamos lá?

Apesar de ter uma vida um pouco agitada (e até que gosto), a semana foi equilibrada e gosto quando consigo seguir meu check-list, fazer todos os atendimentos e ainda trabalhar nos outros projetos e assim foi e se eu tivesse que descrever um ponto alto e um baixo aqui da minha semana seria:

Ponto Alto

Me dediquei mais ao meu novo livro sobre Auto-Hipnose! Consegui rever o que já tinha escrito, fazer algumas anotações para pesquisas, acrescentar exercícios que considero valiosíssimos para os leitores e iniciei a gravação de alguns vídeos para esclarecer mais o público sobre auto-hipnose, como eu pratico e como ensino meus clientes a utilizarem.

Ponto Baixo

Não consegui fazer a última aula do curso de Auto-Hipnose, pois estava em viagem por Portugal e a conexão de internet do hotel era péssima! Antes de ir, por telefone me disseram que era ótima e chegando lá não consegui me conectar e tive que adiar o final do curso para esta quarta-feira, mas tudo bem! Respirei fundo e aproveitei o tempo para descansar um pouco.

De todos os projetos que faço nesta fase da minha vida, um dos que mais gosto é gravar o #podcast365! Uauuu, gosto muito! Em Outubro, fazendo meu planejamento para 2020, coloquei como prioridade que gravaria 365 podcasts e quando comecei, a ideia era fazê-los apenas em áudio, depois ainda no início atendendo a pedidos comecei a fazer também em vídeo para disponibilizar no facebook e instagram e sinceramente sabia que algumas pessoas iriam ouvir, mas não tinha muita ideia de quantas.

Semanalmente sou presenteado com comentários de pessoas de partes diferentes do mundo, uns que me ouvem pelo Spotify, outros pelo Soundcloud, muitos pelo Instagram e o melhor não é saber que me ouvem, é ler as mensagens de gratidão, de como isso tem feito “a” diferença na vida deles e estou até pensando em montar um aplicativo exclusivo para os podcasts, vamos ver! Vou pensar com carinho nisso…

E para finalizar mais uma novidade – Estamos em fase final para colocar no mercado os livros 100 Dicas terapêuticas volume I, II e III. O Volume I já tinha lançado por todo o país em 2018, vendemos mais de 4000 exemplares e agora por uma nova editora (Editora Aslan), vamos lançar os três volumes de uma vez só e penso que para o final do ano sai o de auto-hipnose! Uffaaa, nem imaginam como isso é prazeroso… Amo mesmo muito escrever, compartilhar ideias e se gosta de estar aqui comigo, deixe um like, uma mensagem, um “oi”para eu saber que me acompanha aqui (por favor).

Até o próximo,

Abraços Hipnóticos

Read More

Triste? Muito triste?

Durante toda a semana ouvi uma cliente me dizendo que estava triste, muito triste e chegou a dizer em um dos últimos áudios que a sua tristeza doía tanto que parecia que seu peito ia explodir.

Minha ideia (antes) era falar sobre processo motivacional e dar algumas dicas aqui sobre mudança de estado, porém estes áudios despertaram em mim uma enorme vontade de falar sobre isso e acredite que será um daqueles longos artigos, então se desejar mergulhar comigo, aumente a sua atenção e vamos a isso…

Já houve uma época da minha vida em que eu vivia triste, fumava quase 40 cigarros por dia, tinha uma ansiedade brutal e era um eterno insatisfeito, pois nada estava bom e nem sabia qual o melhor caminho para melhorar. No fundo eu “sobrevivia” às vezes bem, às vezes com dezenas de reclamações e na maioria das vezes sem nem me lembrar porque mesmo eu acordava todos os dias da minha vida e fazia sempre a mesma coisa.

Muitos anos se passaram, mergulhei de cabeça na hipnose, me tornei um grande especialista e comecei a ajudar pessoas, no início para ganhar dinheiro, para ter uma profissão, depois compreendi a magnitude da ferramenta terapêutica, aí aprendi mais, estudei, pesquisei, fiz meu mergulho mais profundo e descobri a minha missão de vida, o meu propósito e foi exatamente nesse micro segundo que minha tristeza desapareceu.

Em 21 anos ouvindo pessoas, ficou muito claro pra mim que as que estão realmente vivendo em grande sofrimento e não conseguem ter uma vida feliz, estão desconectadas de um propósito maior, a maioria delas não possui um propósito de vida, na verdade muitas nelas nem sabem o que é viver “ com um propósito” e por não terem os seus recursos despertos, por não compreenderem as suas confusas histórias, elas permitem que o passado (menos bom), que o que chamam de erros permaneça nas suas mentes, dando volta, ganhando força e vão, como num ciclo vicioso, alimentando imagens, sons e “até” criando o que nunca existiu.

Pode parecer estranho alguém ficar preso em situações menos boas e ficar ali remoendo, mas sim é assim que acontece! Imagine pegar um filme e ficar voltando um trecho dele e revendo uma, duas, duzentas e trinta e cinco vezes! Você começa a viver aquele filme e às vezes até altera uma fala, uma cena, um fundo, entende o que quero dizer? O arrependimento, o medo, muitas vezes os momentos frustrantes quando repassandos centenas de vezes, eles não nos libertam, muito pelo contrário, eles nos colocam em uma situação “sem saída”.

Veja isso – Eu tive uma época da minha vida que perdi pouco mais de 2 milhões de dólares e ainda fiquei com uma dívida de pouco mais de 1 milhão e claro que fiquei desesperado na época e por um momento eu achei que estava perdido, mas ficou claro pra mim que ali eu tinha duas saídas apenas: 1º vender meu património, voltar a trabalhar e não permanecer dentro da bolha do medo “ou” 2º me render ao arrependimento de ter produzido os shows errados, nas datas erradas e ter arriscado demasiadamente! Lembro na época de um amigo me dizer: “Eric, isso é igual a cair de moto, se não pegar uma moto e pilotar no dia seguinte, o trauma se instala”. Compreende?

Eu chorei? Sim! Eu fiquei triste? Muitooooooo! Tive vontade de morrer? Algumas vezes, então porque me reergui? Porque consegui dar a volta e mudar o jogo todo? Porque acreditava, porque fazer auto-hipnose na época me levou a desacelerar e compreender o que se passava dentro de mim, porque fiz uma escolha e é sobre isso este artigo! Sobre escolhas.

Já parou alguma vez para pensar que estamos constantemente fazendo escolhas? Algumas saudáveis, outras tóxicas, umas que nos levam a absoluta felicidade outras que nos fazem perder o chão e mesmo quando você evita escolher, está fazendo uma escolha! Fenomenal isso, não é mesmo? Então a minha sugestão aqui “se” está triste, muito triste ou mesmo passando por outro momento desagradável, é que observe com atenção as suas últimas escolhas e “por favor” não faça isso para juntar as ruins e construir um cenário pior do que foi para ficar se torturando, pode ser? Olhe para elas com carinho, com atenção, entenda de uma vez por todas que não se trata de erros, mas de aprendizado!

Quando começamos a olhar para as nossas escolhas com mais amor, compreendemos porque fizemos aquilo daquela maneira e entendemos os resultados que tivemos e isso nos faz crescer (pelo menos deveria) e nos leva para outro patamar! Imagine se eu na época tivesse passado anos da minha vida lamentando a minha perca financeira? Meu Deus! Era apenas dinheiro, papel e sim, foi uma enorme quantidade, mas….. “olha o mas aí”… Mas, se eu consegui ganhar tanto, posso ganhar de novo “ou” até nem precisar de ganhar tanto assim…

A vida não acontece! Ela vai acontecendo…. E neste processo, vamos aprendendo, compreendendo, despertando recursos internos. Às vezes me pego em uma meditação ou profunda reflexão sobre o que faço e como faço no meu dia a dia e amo acreditar que estamos aqui para evoluir, para aprender, ensinar, desaprender, aprender de novo, para somar e tudo isso não pode acontecer apenas em momentos de alegria extrema, não acha?

Em uma das últimas palestras que dei, uma pessoa se levantou, entre as 627 que lá estavam, me questionando se eu tinha certeza que estávamos aqui para evoluir e apesar de ter respondido sem pensar e imediatamente “certeza absoluta”, fico me perguntando, por que outro motivo estaríamos? Me custa a crer que estou aqui neste lindo planeta a passeio, ou que vim apenas para sofrer, sentir dor e trazer dor e desconforto às outras pessoas! Na minha cabecinha (e posso estar errado), não vejo nenhuma lógica em estar aqui e não aproveitar cada segundo para desconstruir crenças limitantes e aprender.

É verdade que já lutei imensooooo contra o meu enorme egoísmo, com meu ego que de vez em quando insiste em dominar a minha mente e corpo e sim, claro que inúmeras vezes fui vaidoso e já virei as costas para quem precisou de ajuda, porém tudo isso tinha que acontecer, para que eu pudesse sentir o processo, compreender a lição e poder avançar, evoluir! Gosto muito de pensar que foi nos meus momentos mais tristes que descobri o que eu não queria para mim, então é normal passarmos por momentos menos bons? Ficarmos tristes e até irmos à lona? Penso que sim.

Agora o que não é nada normal é permanecermos em tais estados “ou” pior ainda, insistirmos em tais situações menos boa, construindo circuitos que nos levem ao pior, e nos levam de novo e mais fundo no pior, isso me desculpem, mas não pode MESMO ser algo normal. Eu já ouvi historinhas incríveis para justificar “no meu caso é diferente”, “ahh Eric, se conhecesse o meu marido, entenderia”, “afirma que podemos sair desta, porque tem dinheiro, mas no nosso caso…” e são mais do mesmo e todas elas têm apenas um fim – Justificar porque estão neste estado e porque não conseguem sair.

Não pense que sou um insensível! Eu entendo que existem tristezas que doem no peito e que doem muito e algumas parecem mesmo que vão explodir, mas a questão nunca é o que acontece, mas sim, como reage ao que acontece e se conseguir ver isso, buscar ajuda se preciso for, aprender soluções diferentes, caminhos diferentes, pode apostar que vai conseguir resultados como nunca conseguiu antes.

A grande questão aqui é que estar triste, anunciar ao mundo, permanecer no estado não ajuda em nada, não muda nada, não nos leva a nenhuma evolução, então sem medo de errar direi – Levante a bunda da cadeira e vá fazer algo com a sua vida! Algo de bom, de extraordinário, algo que realmente possa transformar todo o seu processo, a sua maneira de aprender! Será que não está na hora de realmente buscar ações diferentes? Será que não está na hora de fazer MESMO algo diferente para ter uma vida fodástica?

Recomendo fortemente que procure se conhecer, saber como a sua mente funciona, mergulhar dentro de processos realmente incríveis que possam te levar a viver uma vida tranquila, sem grandes confusões mentais, sorrindo mais do que chorando, sendo mais grato do que pedindo, compreendendo mais do que reclamando, cuidando mais da sua própria vida, do que julgando….

Se conheça e evolua!

Espero de alguma forma ter ajudado e se sim, deixe um comentário aí para eu saber e se precisar de mim, lembre-se que pode me mandar mensagem ou áudio no meu WhatsApp +351 912607888. Às vezes demoro um pouco para responder, mas sempre respondo.

Abraços Hipnóticos,

Read More

O MUNDO ESTÁ ACABANDO OU VOCÊ ESTÁ MAIS ATENTO?

“Um vírus mortal faz milhares de vítimas em todo o mundo, terremotos, tornados destroem casas, nuvem de gafanhotos rumo ao Brasil, a peste negra está na china, o clima está mudando e o racismo nunca foi tão evidente como agora”

Vou iniciar este dizendo que não sou um perito em política (nem de perto), nunca estudei as mudanças climáticas e entendo menos ainda sobre catástrofes, porém gosto muito de acreditar que sou inteligente (só um pouquinho) e que todas as minhas habilidades como terapeuta me fazem enxergar por ângulos diferentes o que acontece (também só um pouquinho) e isso aumenta imenso o meu processo de reflexão. Durante o isolamento muitos sentimentos tomaram conta de mim “até” eu conseguir, já no finalzinho, perceber algo que compartilho agora com você.

Eu acho (e só acho) que o mundo sempre sofreu de imensos problemas! Peraí, deixa me esforçar mais para melhorar esta frase, pois quero que compreenda desde do início – Eu acredito que o mundo sempre passou por sérios problemas e de alguma maneira todos nós estávamos muito distraídos vivendo as nossas vidas ou a vida das outras pessoas (desculpe, não resisti rss) e não tínhamos muito tempo para enxergar tudo isso ou quem sabe não queríamos e vou ainda mais além, “inconscientemente” pode ser que nem nos importávamos.

Anos e anos e muitos anos que as coisas sempre aconteceram e mexeram com todo o planeta, porém agora (não sei o porquê) um vírus, mais forte e mortal chegou e realmente se espalhou e só neste momento descobri “ou” prestei atenção à palavra “pandemia”, a mídia criou as notícias, cada vez priores e estávamos todos diante do desconhecido, era necessário usar máscaras, álcool gel, lavar mais as mãos, higienizar tudo e se afastarmos das pessoas…uauuu quanta coisa tínhamos que fazer para tentarmos sobreviver e infelizmente como ninguém sabia muito sobre, muitos morreram.

Ainda não se sabe muito, mas o que sei (pelo menos acho que sei) é que foi instalado o CAOS! O medo, como na maioria das vezes foi implantado na cabeça de todos nós e os aproveitadores, aproveitaram… Para falar da volta de Jesus, para falarem do fim dos tempos, para pegarem os seus produtos embalarem, colocarem laço e venderem por um preço maior, políticos aproveitaram para discursar sobre, para atacarem, para aumentarem as dúvidas, fortalecerem o caos e quem nada sabia (como eu), continuou sem saber!

Teve um momento que cheguei para a minha esposa e disse – “Chega! Precisamos parar de ver notícias, pois estamos “nos contaminando” mais do que se tivéssemos pegado este vírus” pois já ficamos com falta de ar, pelo simples facto de ver a mídia explorando estas mortes (e sim, eu disse explorando), pois pelo menos aqui “na nossa televisão” eles mostravam 10 vezes ao dia covas sendo abertas, pessoas morrendo, um dia a OMS falava de uma história e no outro a história era diferente e cada presidente de cada país lutava com as “armas” que tinha, ok! Apenas nunca soube se estavam disparando MESMO para terminar com o caos ou era para “aproveitar” a situação e atacar seus oponentes.

Eu acredito que muitos de nós temos um bom coração e isso faz com que enxerguemos apenas o que parece óbvio, real e não o que está mesmo acontecendo… Eles nos preparam para vermos o show no palco, mas a maioria não compreende que antes das cortinas subirem e o show iniciar “nos bastidores” muitos acordos foram feitos, muitas coisas ainda estão sendo controladas e antes que me pergunte “o porquê disso?” Digo – Não faço a menor ideia, mas a sensação que tenho é que isso sempre foi assim e convido você para dobrar a sua atenção aqui.

Quantas pessoas morreram já de gripe? Da gripe H1N1? Quantas pessoas morrem por dia de câncer, ou pior que isso – quantas pessoas no mundo morrem de fome? Não estou aqui dizendo que o covid-19 não é algo sério e que merece nosso cuidado e máxima atenção, por favor não é isso! É apenas uma reflexão, pois isso está evidente no planeta e ganhou a atenção mundial por ser algo desconhecido e ter se espalhado tanto, mas a fome mata milhares de crianças no mundo e nem precisávamos de buscar uma vacina e mesmo assim um pequeno grupo de pessoas ajuda, enquanto todos os outros estão distraídos demais com suas vidas para olhar para uma criança na Somália. Entende onde quero chegar aqui?

Outro dia o meu filho estava chateado por não poder sair para comer um belo hambúrguer de 26€ e tenho absoluta certeza de que em algum lugar do mundo algumas crianças comeriam com estes 26€ e não serei aqui hipócrita, pois também nunca fiz nada de tão especial para ajudá-las, mas agora penso nisso e quem sabe em breve começo a fazer! Espero mesmo que sim.

Leio muitas pessoas escreverem sobre a mudança que o mundo está tendo e sobre o novo começo, ouço besteiras e coisas muito interessantes e não vou julgar ninguém aqui, pois nesta fase estou é construindo as minhas próprias ideias, porém se observar com mais atenção (e nem precisa de tanta), uma coisa fica muito clara – Estávamos demasiadamente distraídos e não percebíamos quanto “caos” existe no planeta e quanta desgraça acontece o tempo todo….Talvez em uma escala menor, quem sabe maior, mas acontece a todo instante…

Na minha humilde opinião, o mundo não está acabando agora por causa do corona, não acho que se trata do aviso final, acho sinceramente que ele sempre esteve acabando, como a nossa vida! Começamos a morrer quando nascemos! Rsss! No imediato momento que viemos a este mundo um cronómetro invisível é ligado e assim todos os dias vamos morrendo um pouquinho, compreende o que estou dizendo aqui? Sim ou não? Eu acho (e só acho) que este vírus e este isolamento nos “forçou” a parar e isso fez com que prestássemos mais atenção no planeta, em nosso dia a dia, em nossas ações.
Atendo todos os dias pessoas em sessões online de Hipnoterapia e Coaching e uma coisa curiosa é que durante a quarentena eu estava com 76 clientes em atendimento e apenas 12 deles quiseram continuar (minhas sessões são online) e a maioria se sentiu perdida e ok, perfeitamente normal, porém a maioria das pessoas aos poucos foi retornando, a maioria após isolamento e fui ouvindo-as e sabe o que a maioria tinha em comum? Elas descobriram coisas….

Algumas perceberam como não suportavam estar com seus filhos, outras reclamavam do casamento (a maioria), outras sentiram-se presas e algumas (poucas) aproveitaram para fazer pequenas mudanças em casa, nos hábitos e ao ouvir tantas experiências diferentes, confesso que foi sim interessante e aos poucos durante o nosso processo terapêuticos, todas elas perceberam que estes “incómodos” sempre existiram, apenas elas estavam distraídas demais para enxergar e a mesma coisa é com o mundo! Olhamos as desgraças, sentimos muito e no dia seguinte continuamos a vida e nos envolvemos com a nossa vida e esquecemos a “desgraça” que vimos no telejornal há dois dias atrás.

Pode achar que estou aqui falando besteiras e sim, posso estar (apesar de achar que não)

– Agora a pergunta que 1 milhão de euros aqui é porque estou falando sobre tudo isso? Para que você possa, quem sabe, finalmente tomar consciência de que a vida não nos oferece nenhuma garantia e que a “realidade” é um produto de luxo construído pelas nossas habilidosas mentes, então se olhar com mais atenção para a sua vida, se observar com mais carinhos seus pensamentos, pode “talvez”, quem sabe, compreender que podemos mais, muito mais do que achamos que podemos!

Podemos ser melhor pessoas, julgar menos os outros e suas ações. Podemos ser mais felizes com muito menos e durante este isolamento, ficou muito claro que a maioria das coisas que eu comprei eu mal usei, que não precisava de tudo isso para viver e que as coisas que realmente importavam estavam sempre à minha disposição! Atenção aqui que não quero que deixe de ter, por favor, não! Quero é que perceba a beleza de ser! E as duas coisas podem funcionar muito bem aí dentro de você, desde que esteja atento ao “sentir”. Poxa vida, o mundo tem estado um caos (maior que antes), devido aos últimos acontecimentos e pra mim fica muito evidente o recado de que devemos estar mais atentos a nós, aos nossos, às pessoas que amamos, às nossas ações.

Tenho feito o possível para diminuir as minhas distrações e quando digo “distrações”, não estou falando que às vezes não podemos ver uma série, um bom filme ou perdermos a hora numa quarta-feira qualquer – Estou me referindo a estarmos demasiadamente distraídos, focados, por exemplo, nas notícias que insistem em anunciar o caos (que eles querem mostrar), e estarmos distraídos trabalhando 18 horas por dia, alucinados para ganhar mais alguns euros e depois passarmos as horas que sobram doentes, cansados, exaustos e não respeitarmos o nosso corpo! É insistirmos em nos distrairmos com a vida de outras pessoas, acreditando que elas vêem melhor, que elas é que são felizes, que elas é que têm sorte, enquanto nós pobres mortais estamos fadados ao fracasso e enquanto isso, não focamos em sermos nós mesmos em vivermos a nossa vida.

Sei que muitas pessoas pensam muitas coisas de mim e que bom para elas, mas a verdade é que na maioria das vezes sou feliz como sou, com gostos simples, com brincadeiras com a minha esposa, com risadas, sou feliz muitasssss vezesssss caminhando em um bosque que tem aqui ao lado de casa, olhando as árvores e ouvindo os pássaros, sou feliz aqui, neste micro segundo (6:15h), escrevendo este artigo e bebendo meu cortado, cremoso e delicioso….rsss!

Eu gosto de acreditar que o mundo não está acabando e sim, nós estamos mais atentos, pois estamos com medo e infelizmente as desgraças, o negativo ganha força muito rápido nas nossas vidas! Os jornais de todo o mundo noticiaram mais mortes do que pessoas que superaram a doença! Eu queria ligar o telejornal e ouvir pessoas que falassem sobre superação, sobre fé, sobre acreditar, sobre virar o jogo e infelizmente não vejo! (triste isso, não?)

Outro dia em um grupo de Mentoring, um dos meus mentorados ficou chateado porque ele “insistia” em falar sobre as desgraças e eu interrompia falando das coisas boas e ele percebeu e me questionou e ri, caramba!

O mundo está ficando chato demais! As pessoas só falam de coisas ruins, será que podemos começar a enxergar outros lados da história?! Será que podemos deixar de ver apenas o que estão nos induzindo a ver e podemos olhar com mais amor para as nossas vidas e depois para as outras vidas de todo o planeta?!

Enfim, queria apenas levá-lo a pensar um pouco fora da caixa! O mundo sempre esteve nesta espécie de “caos” e muito disso é por nossas ações, nossa ganância, nossas armas destruidoras e sei lá se vai piorar, se vai melhorar ou o que realmente vai acontecer, mas uma coisa é certa como 2 + 2 são 4 – Cuide da sua vida! Aumente a sua atenção nos seus pensamentos, pois é possível que em algum momento eles virem palavras e quem sabe algumas destas palavras se tornem ação e penso que a esta altura já sabe que estas ações se transformaram em resultados (Isso é claro), agora se serão resultados positivos ou negativos, tudo dependerá do nascimento de tudo…. Lá “ainda” no pensar…. Na maneira como pensamos.

Espero que tenha sido útil e agradável esta viagem aqui hoje e por favor, deixe o seu comentário aqui em baixo do artigo! Adoraria saber a sua opinião.

Abraços Hipnóticos e até o próximo,

Eric Pereira
Fundador do Instituto Ponto de Equilíbrio
Coach e Hipnoterapeuta
WhatsApp +351 912607888

Read More

Hipnoterapia Online?

Por muitas pessoas me fazerem esta pergunta, decidi escrever este texto e por alguns minutos eu estava apenas olhando para o computador e pensando: Algumas pessoas possuem imensa dificuldade em acreditar na “hipnoterapia” em consultório presencial, imagina falarmos em fazer online, né?

Agora se ler até o final compreenderá, pois seguirei por um caminho simples e prático.

Em todas as minhas formações de hipnose, sempre disse aos meus alunos que é mais fácil dizer o que não é hipnose e se me acompanhar neste raciocínio, compreenderá porque digo isso… Sabe quando estamos dirigindo em uma estrada, som ligado e tranquilos saindo e chegamos e nem percebemos “o caminho” que fizemos? Alguma vez começou a ler um livro que se envolveu de tal maneira que nem percebeu que foram 30, 70 páginas… E que durante esta “leitura” se envolveu com a história, a imaginou, sentiu e até se emocionou?

Entramos em “transe” imensas vezes por dia, lendo, dirigindo, escrevendo, vendo notícias, filmes, nos apaixonando e não damos conta que enquanto estamos “no processo”, estamos em um transe hipnótico – Às vezes leve, outras médio e algumas vezes profundo….Eu por exemplo, não tenho dúvida que escrevo meus artigos e livros sob um transe, pois sorrio, me emociono e chego a “imaginar” como meus leitores vão receber aquela informação e muitas vezes quando vejo passaram-se horas e lá estou eu concentrado, focado, mergulhado naquele processo, compreende?

Terapia Online – Eric Pereira

Há 21 anos atrás eu fiz o meu primeiro curso de hipnose clínica e eram apenas 28 horas e ainda desconfiava daquilo tudo e mesmo fascinado pelo que na altura o meu professor fazia, não entendi “o funcionamento” e claro que duas décadas depois e com dezenas de formações internacionais, hoje respiro “hipnose…” e sou um apaixonado pelo que faço e principalmente por (como) eu faço e sem medo de errar eu digo – Sim! Hipnoterapia online funciona e resulta e se ficou até aqui comigo, continue mais um pouco que vou te explicar algo fabuloso.

Todos nós queremos resultados extraordinários! Todos nós queremos viver bem, ter saúde física e mental, ganhar dinheiro e dormir em paz, porém são poucas as pessoas que estão dispostas a pagar o preço (dinheiro e tempo) para alcançar tais resultados e provavelmente deve ser por isso que muitas pesquisas revelam que apenas 1% das pessoas em todo o mundo estão no topo, realmente conseguem resultados acima da média, pois elas fazem??? Claro que esta sabe, né? Elas fazem coisas acima da média! Simples assim (Só que não).

Não existe nada de simples em conseguir fazer o que a maioria das pessoas (não) faz mal e por isso é que fazer hipnoterapia, ser orientado em sessões de coaching e programação neurolinguística se torna algo tão especial. Pois são exatamente em sessões como estas que eu treino a mente das pessoas, devolvendo-lhes a lucidez e muitas vezes “brinco” dizendo que o que mais faço é (desipnotizar) as pessoas e nem sei se esta palavra existe (risos), mas penso que a esta altura já compreendeu, né? Pois vivemos na maioria das vezes alucinados, muito alucinados…Hipnotizados pelas “crenças” que nossos pais implantaram em nossa infância e adolescência e alguns até na idade adulta. Hipnotizados pelas notícias “na maioria” das vezes negativas e que espalham o medo e o caos e uma vez li algo sobre isso – “Uma nação com medo é mais fácil de ser controlada” e achei incrível, não que eu concorde, mas achei mesmo incrível o pensamento.

Então para finalizar, SIM é possível fazer hipnoterapia online e lembre-se que fazer hipnose não é dormir, nem perder os sentidos, muito menos o controle – É estar mais atento, mas focado, concentrado nas “sugestões” e muitas das minhas sessões nem são feitas em “um transe profundo”, muitas são até conversando e hipnose também pode ser conversacional…

Então, já sabe que se precisar aqui estou para orientar, ajudar você a compreender as suas feridas emocionais e até ajudá-lo a curá-las… Porém meu papel é ensinar “o caminho” e isso sei fazer muitíssimo bem.

À sua disposição!

A primeira sessão (avaliação) é gratuita, porém só marque se seu interesse em transformar for real.

Obrigado e até à próxima,

Read More

Seus pensamentos somam ou travam sua vida?

Olá!

Aqui é o Eric e obrigado por estar aqui comigo em mais um artigo para aumentar a nossa reflexão e hoje o mergulho será interessante, pois vou abordar um tema de grande importância para o nosso crescimento, Os nossos pensamentos!

Pensamos o tempo todo, 24 horas por dia, 365 dias da semana, acordados, dormindo, estamos sempre pensando… Às vezes a nível consciente, às vezes inconsciente. Em alguns momentos de maneira linear e outros abstratos e inúmeras vezes pensando muito, de maneira acelerada, facto que muitas vezes nos leva à exaustão (eu já tive algumas) ou crise de ansiedade (nunca tive), mas tenho inúmeros pacientes que possuem.

Provavelmente já ouviu dizer que tudo começa na mente, que pensamos, depois sentimos e muitas vezes colocamos (ou não) ação a seguir e este é um dos maiores motivos para estarmos juntos aqui hoje falando sobre pensamentos.

Eu gosto de pensar que meu maior trabalho como terapeuta é treinar a mente das pessoas para que elas próprias possam provocar a “cura” de suas feridas emocionais e desta forma a minha intenção maior, independente da “queixa emocional”, é ensiná-los a pensar de maneira correta e até arriscaria em dizer com toda educação “e” carinho, a reeducarem a mente.

Hoje acordei muito cedo e enquanto ia para o banho, meus pensamentos já estavam na minha meditação e no que tinha que fazer hoje (organizar agenda de consultas, gravar um áudio, gravar podcast) e por aí vai e em todos estes pensamentos, a minha tela mental era de que correria tudo bem e a sensação física era incrível, pois amo fazer o que faço e principalmente como eu faço, agora imagine se eu fosse destas pessoas insatisfeitas nível 15 (de 1 a 10) rss, estaria me arrastando para o banho e reclamando de tudo e de todos e me conhecendo como conheço, ainda estaria construindo historinhas para adiar algo.

Compreende o que quero dizer aqui? Tudo, absolutamente tudo começa no pensamento e diria “no sentir” e acho que estes dois andam tão juntos que muitas vezes o pensar e o sentir (pelo menos pra mim) chegam rápido, são velozes, juntos “quase” que imediatos! Eu desde que me especializei em hipnoterapia e que mergulhei no uso da auto-hipnose, ficou muito claro que um dos grandes segredos com absoluta certeza era saber gerir meus pensamentos e SIM, não acho que seja uma tarefa fácil no início, mas com alguma disciplina e persistência, conseguimos sempre.

Quando estou fazendo uma sessão de avaliação (ouvindo a queixa emocional), presto muita atenção em como a pessoa descreve seus pensamentos e na maioria das vezes elas descrevem apenas suas ações (ou a falta delas) e vou perguntando, puxando para me dizer o que vem antes “da ação” e em quase 100% dos casos são realmente pensamentos menos bons e o curioso é que muitas vezes nem elas percebem isso, apenas vão pensando, construindo seus pensamentos, misturando realidade com ilusão e ainda às vezes colocam uma pitadinha de medo ou ansiedade para piorar o quadro geral.

Conheço imensas pessoas negativas, algumas em um nível pequeno, outras em um nível absurdamente exagerado, do tipo, nadaaaaa acontece de bom na minha vida e também tenho certeza que estas pessoas “exageradamente negativas” nutrem pensamentos ruins, pensamentos que travam suas vidas, que deixam tudo negro, tudo escuro, tudo estranho (infelizmente) – Às vezes são assim, porque vieram de uma família assim também com esta visão pessimista, muitas vezes foram alimentadas pelo vitimismo, pelo pessimismo e tiveram “implantado” em suas mentes os piores cenários, sendo assim como elas vão conseguir enxergar melhor, se passaram uma vida enxergando assim, tal como foram educadas?!

Claro que para mudar a perspectiva elas precisam começar a conviver com pessoas realmente positivas que sabem dar a volta aos acontecimentos, elas precisam alimentar a mente de uma maneira mais prática – Um bom exemplo aqui é o #podcast365, recebo centenas de mensagens semanalmente e muitas destas mensagens têm relatos dizendo que os podcasts têm contribuído para um pensamento diferente, mais positivo e outras que até dizem ter rompido barreiras complicadas depois que começaram a ouvir o podcast! Incrível, né?

Estes 21 anos de trabalho me ensinaram muitas coisas, mas a mais poderosa é que todos nós podemos transformar qualquer processo, se acreditarmos e “o” acreditar começa por onde? Claro que pelos nossos pensamentos.

Existem inúmeras maneiras de construirmos pensamentos positivos, ouvir podcasts, assistir palestras sobre desenvolvimento pessoal, ler bons livros, meditar de manhã, fazer auto-hipnose com mais frequência (aprender auto-hipnose) pode transformar sua vida!

Então, seus pensamentos somam ou travam sua vida? Responda aí nos comentários e compartilhe este artigo para que outras pessoas possam pensar um pouco sobre isso e decidirem em que campeonato elas realmente desejam jogar!

Abraços Hipnóticos e até o próximo!

Eric Pereira
Fundador do Instituto Ponto de Equilíbrio
Coach e Hipnoterapeuta
WhatsApp +351 912607888

Read More

Quando ninguém está vendo…

Olá!

Olha eu aqui de novo com mais um artigo para fazer você refletir “e” colocar ação na sua vida, afinal se não estimularmos a mente para ajustar as nossas atitudes, nada vai acontecer, não é mesmo?

Como na maioria das vezes, acordei muito cedo e até iniciar a minha meditação, não tinha ainda ideia do que escreveria hoje, mas no final o tema se tornou muito claro. Então prepare-se que hoje será tremendo, pois vou falar sobre os momentos em que acredito que nós construímos verdadeiramente o melhor da nossa vida.

Quando estamos em público, normalmente mantemos uma postura, analisamos o que vamos dizer, sabemos quando nos calar e até entregamos o que desejamos que todos vejam, seja nas postagens, seja nas fotos e claro que cada vez mais a sensação que todos temos é que as pessoas são estes “retratos” que enviam o tempo todo, mas como já falei anteriormente em outros artigos e podcasts, não somos bem isso… Porém a ideia central aqui nem é falar sobre o que insistimos em transmitir ao mundo e sim sobre os momentos em que formamos a nossa verdadeira essência.

Sabe aquele momento em que está sozinho? Que ninguém está te vendo? Então, acredito cada vez mais que estes são os momentos em que mais construímos a nossa essência “ou” deveria dizer, que trabalhamos a nossa essência, afinal já nascemos com ela se desenvolvendo, né? Ouvindo clientes comecei a compreender que nestes momentos em que as pessoas não estão sendo observadas é que elas surtam, aumentam o número de pensamentos menos bons, que reclamam, se punem e consecutivamente programam suas mentes para o “desequilíbrio” emocional. E por favor, entenda que não estou aqui afirmando que nos outros momentos nada disso acontece, apenas que nestes momentos são mais fortes.

utro dia li em um livro uma frase que me chamou a atenção e que dizia: “O sucesso vem do trabalho que você faz quando ninguém está vendo” e acredito muito nisso, pois trabalho imenso em off e publico muito menos do que produzo! Passo horas construindo procedimentos terapêuticos e a maioria dos meus clientes absorve tudo em 50 minutos de sessão, por isso compreendo muito bem esta frase. E da mesma maneira olho com atenção para ela e percebo que muitas pessoas constroem seus “tormentos” nestes momentos que aqui vou chamar de “off”, ok?

Tenho o hábito de dizer que tenho ótimos clientes, especialistas incríveis em estarem ansiosos, em serem viciados, em ganharem peso e até em se sentirem inseguros e depressivos. Eu digo isso sem medo de errar, pois são mesmo grandes especialistas em construir dor, pois fazem-no de uma maneira única e quando os entrevisto, quando trabalhamos juntos, fica mais do que claro que estas pessoas se esforçam para alimentar suas mentes com imagens, filmes e sons que os leva constantemente a se manterem “neste” alucinante padrão e “se” por algum motivo você sentir que estou errado, antes de criar suas “defesas mentais”, acredite que isso na maioria das vezes é inconsciente, automático, mas constante e se olhar com atenção (e digo, muita atenção), perceberá que é exatamente assim e que isso acontece na maioria das vezes quando ninguém está olhando, ou seja, é nestes momentos que desenvolvemos mais o que estou aqui chamando de essência….

Quando ninguém está vendo…

Quando eramos pequenos a nossa mãe insistia que deveríamos saber como nos comportar na mesa e falava que era importante aprendermos enquanto ninguém estava vendo, para que quando estivéssemos em público soubéssemos nos comportar. A maioria da educação que recebíamos era justamente quando ninguém estava vendo – Entende onde quero chegar?

Acredito que muitos dos nossos movimentos acontecem neste espaço de silêncio, de isolamento, não necessariamente de tranquilidade, pois hoje a maioria das mentes são tão aceleradas, mas é nestes momentos que deixamos de filtrar, analisar e compreender e vamos construindo momentos “menos bons”. Eu gosto de acreditar que quando temos esta informação clara e à nossa disposição, podemos utilizá-la para reverter as coisas, compreende? Quando oriento meus clientes e eles captam esta mensagem, eles iniciam um processo de 3 etapas importantes:

1º Vigiam

Eles começam a vigiar, a estarem mais conscientes dos seus pensamentos, inclusive nos momentos em que a mente que “às vezes” mente, inicia as famosas “historinhas” para justificar coisas…. E neste processo de vigiar eles se habituam a ficar mais atentos, interrompem processos que antes iriam se tornam alimento para atormentar a mente e fazendo isso diminuem a chance de dramas e de enviar mensagens dramáticas para a mente.

2º Interrompem padrões

Uma vez vigiando e estando alerta, começam a interromper padrões e isso de alguma forma desconstrói hábitos e interrompe correntes que antes iam formando caminhos que levavam ao sofrimento e a esta alimentação negativa. Imagine uma pessoa que (antes) chegava em casa cansada e começava a pensar sobre a péssima vida que tem, que reclamava absurdamente de seu trabalho, que estava em um casamento ruim e que todos estes pensamentos a levavam a acender um cigarro, beber alguns copos de vinho e a alimentar a amargura…

Se ela tomar consciência deste tipo de pensamento, ao invés de seguir o ritmo, o hábito e fazer a mesma coisa se “contaminando” cada vez mais, ela interrompe o padrão e percebe que tem um emprego, pode não ser o que ela gosta, mas percebe que reclamar não é a melhor solução e começa a buscar ideias para sair dali, quem sabe fazer um novo curso, procurar outro emprego, se não se sente bem com aquele casamento, consegue olhar para suas atitudes (também) ver as do marido, quem sabe iniciar um diálogo sobre ou tentar equilibrar as coisas….

E atenção aqui! Não acho que isso acontece na maioria das vezes num estalar de dedos, num passe de mágica, ok? Pode ser que aconteça SIM, num primeiro momento ou num décimo, desde que seja constante a ideia de “interromper padrões” e como posso ter certeza de tudo isso? São 21 anos atendendo e fazendo exatamente coisas como estas e recebendo feedback de clientes, então sei que interromper estes padrões pode significar muito!

3º Colocar ação

Aprender, aprender de novo, compreender, estar consciente dentro destes processos não significa muito, quando apenas compreendemos e nada fazemos (penso eu), então creio que colocar “AÇÃO” é extremamente importante. No ponto 2, cito uma pessoa que antes pensava, sentia, fumava e bebia, agora se ela ao interromper este padrão, não colocar a ação de ir falar com o marido, de ver outras oportunidades, de fazer (por exemplo) uma transição de carreira, nada, absolutamente nada funcionará em sua vida, entende?

A melhor definição que conheço para motivação é justamente “TER UM MOTIVO PARA COLOCAR AÇÃO” e mais verdadeiro que isso desconheço, então apenas reclamar não resolverá! Sair da reclamação e mudar o padrão de seus pensamentos, não resolverá! Saber que precisa mudar, (rindo alto aqui), nãooooo resolverá! O que resolve sempre é colocar ação, pois se não for desta maneira tudo continua apenas no “p.l.a.n.o m.e.n.t.a.l” e aqui corremos um sério risco e isso é bem deliciado, então por favor dobre a sua atenção ao parágrafo abaixo:

Quando entendemos todo este processo “e” insistimos para mudar apenas neste plano mental que citei, corremos o risco (e grande) de nos esforçarmos, pensarmos positivo, até “mentalmente” visualizar saídas e “até” gostarmos destas saídas, porém como isso tudo está acontecendo apenas na sua mente e não na prática, na vida real (seja lá o que isso significar para você), você corre o risco de desanimar e permitir que os pensamentos, os padrões anteriores voltem. Acredite que esses padrões podem voltar com mais força, já vi isso acontecendo inúmeras vezes, pois parece que a mente que “antes” parecia blindada se abre completamente, sentindo-se fraca e eles voltam com os mesmos pensamentos acrescidos, de: “Está vendo…. Nada funciona, nada dá certo… Fracassadoooo, frustrado? Você merece” e por aí vai.

Compreende agora porque digo que quando ninguém está vendo é que vamos construindo “negativamente” OU “positivamente a nossa vida? Agora que acredito que está mais do que claro, quero dar aqui 10 dicas poderosas e sim, eu disse 10 dicas poderosas para ajudar a programar a sua mente nestes momentos em que ninguém está vendo! Se não for pedir muito, aumente a sua atenção aqui, ok? E se estas dicas fizerem sentido, escreva-as em um papel e deixe em um lugar visível para que possa diariamente olhar para elas e incorporar em sua vida!

Dica 1º
Medite 15 minutos diariamente

Já falo disso há algum tempo e insisto com todas as pessoas que por 15 minutos diários (de preferência) na parte da manhã, possam encontrar um lugar tranquilo e se preciso for acordem um pouco mais cedo, sentem-se confortavelmente e meditem…. É se entregar a um processo tranquilo de inspirar e expirar com muita tranquilidade, apenas pensando na respiração e sentindo seu corpo – A maior ideia aqui é deixar a mente ir se esvaziando e pode acreditar que quando isso se torna um hábito, vamos mesmo desacelerando. Isso pra mim já se tornou parte do meu dia, da minha vida e preciso esvaziar, desacelerar… Garanto que se fizer isso (no mínimo) por 30 dias, perceberá que os benefícios são incríveis e transformadores.

Dica 2º
Aprenda a colocar no papel

Compre um caderno, um diário ou abra no seu computador uma página e crie o hábito de escrever todos os dias 3 coisas positivas e 3 negativas do seu dia e não pule nenhum dia. Depois disso, programe-se para todas as sextas olhar para esta lista e observar os pontos que anotou como altos e o que anotou como baixos na sua semana e nesta pequena “análise”, observe se foram mesmo pontos altos e se foram mesmo pontos baixos e se não foram, apenas risque e continue a fazer isso diariamente e aos poucos irá perceber que às vezes nem foi tãooo negativo assim como achou que tinha sido… Este simples e poderoso exercício ajuda imenso meus clientes e alunos a compreenderem que acontecem mais coisas boas do que menos boas, que temos mais motivos para agradecer do que para amaldiçoarmos o nosso dia.

Dica 3º
Utilize o silêncio a seu favor

Aproveite estes momentos de silêncio e construa imagens positivas, filmes bem coloridos e incríveis, traga sons agradáveis para a sua mente e insista que as imagens, filmes e sons aí dentro do azul escuro da sua mente sejam realmente interessantes, que lhe arranquem pequenos e leves sorrisos, que tragam paz, tranquilidade e que o façam desejar continuar a viver, a construir, a colocar ação em sua vida.

Dica 4º
Aprenda a estar consigo!

Desde pequenos somos ensinados que estar sozinhos é ruim. Quando fazemos algo errado e ficamos de castigo sozinhos, isso manda uma mensagem para a mente inconsciente que naquele momento “estamos sozinhos” por termos feito algo errado! E este é um dos motivos pelo quais nos faz mal estarmos sozinhos e muitos de nós estamos sempre em busca de uma companhia e às vezes escolhemos “até” estarmos com pessoa errada, mas parece melhor do que estarmos sós! Grande erro! Aprenda que estar só, significa estar com (nós mesmos), e isso não pode ser nada ruim, pois se trata de estarmos com a pessoa mais importante do universo? NÓS! É importante (e na minha opinião), muitoooo importante sabermos estar connosco, aprendermos a nos sentirmos bem quando estamos sozinhos, isso ajuda imenso a nos conhecermos melhor.

Dica 5º
Leia, Leia e leia de novo!

Estudos apontam para que menos de 1% da população mundial possui o hábito de ler e vivendo neste mundo onde a maioria das informações está a “um Click”, o hábito de ler diminuiu e pode apostar que as pessoas mais bem sucedidas que conheço, as pessoas com mais momentos felizes, são as que possuem o hábito de ler, de aprender, de interiorizar informações importantes “e” poderosas, então construa o hábito de ler diariamente.

Um dos exercícios mais comuns que sugiro aos meus clientes e alunos é ler 10 páginas de um livro por dia e depois que terminam de ler o primeiro livro, assim com mais disciplina, recomendo que leiam 2 livros ao mesmo tempo, 10 páginas de um em um dia e 10 páginas de outro no dia seguinte e é exatamente o que estou fazendo neste momento, isso estimula imenso a nossa mente, então que tal começar, tipo hoje?!

Dica 6º
Exercite esse corpinho

Não estou aqui sugerindo que se torne o atleta da família (mas pode se assim quiser), estou sugerindo que inclua na sua manhã uma caminhada, alguns exercícios físicos para colocar movimento no seu corpo! Se faz sentido ir ao ginásio, vá! Se faz sentido ir para a rua, que seja e se apenas quiser fazer uns alongamentos também está valendo e encontrará imensos vídeos assim no youtube para o orientar! Eu adoro caminhar, para mim é o que faz sentindo…O importante aqui é fazer algo para que o corpo ganhe movimento e uma dica extra é “música”!!! Escolha músicas que o coloquem pra cima!

Dica 7º
Ouça Podcasts!

Pra mim está mais do que claro que “ouvir” alimenta imenso a mente, então busque podcasts que possam alimentar a sua mente! Eu diariamente (e penso que já sabe), gravo um podcast terapêutico no projeto #Podcast365. Trata-se de podcasts com a duração de 8 a 13 minutos (super curtos), para ajudá-lo a pensar, a refletir de maneira mais profunda e colocar ação. Também encontra muitos podcasts nas plataformas, então crie este hábito! Pode inclusive juntar a dica 6º com a 7º, se exercitando e alimentando a mente! Na minha opinião, é uma combinação mais do que perfeita.

Dica 8º
Exercícios Mentais

Na hora que vou tomar banho, adoro imaginar a água caindo na minha cabeça, e imagino que aquela água está lavando e levando todas as más energias que eu possa ter contraído durante o dia…. Pode fazer este exercício ao tomar banho e pode fazer muitos exercícios durante o seu dia, basta usar a sua criatividade e se permitir acreditar que pode.

Dica 9º
Deixe a sua criança interior viver

Já me perguntei inúmeras vezes em que momento eu me perdi da minha criança interior, em que momento eu a abandonei e ao perguntar isso fui bravamente em busca de resgatá-la. Isso fez uma diferença enorme na minha vida e recomendo vivamente que deixe a sua criança interna sair, viver, falar mais alto às vezes! Lembre-se que quando éramos crianças acreditávamos em tudo, imaginávamos, criávamos e isso às vezes faz falta em alguns adultos! Então permita-se! Não leve a vida tãoooo a sério!

Dica 10º
Aprenda Auto-Hipnose

Deixei a “cereja do bolo” para último! Sinceramente, acredito que todas as pessoas deveriam aprender a fazer auto-hipnose, pois assim teriam mais controlo sobre a sua mente e consecutivamente sobre as suas emoções, então insisto que aprenda a fazer auto-hipnose para que possa compreender melhor as suas dores emocionais “e” encontrar respostas para viver verdadeiramente feliz!

Duas vezes por ano abro uma turma, neste momento estou ensinando 32 pessoas a trabalhar as suas emoções e os relatos deles no meio do curso já são incríveis! A próxima turma começará em Setembro! Aproveite e faça parte dela! Venha aprender a entrar em transe, a se conhecer melhor, a despertar recursos internos!

Saiba mais aqui: autohipnosenapratica.com

Enfim, espero que tenha gostado deste artigo, que tenha sido esclarecedor e que ele o tenha ajudado a colocar ação e realmente a transformar a sua vida, alimentar a sua essência nos momentos em que ninguém está vendo. E a pergunta aqui que não quer calar é: Vamos fazer acontecer? Deixe o seu comentário e por favor partilhe este artigo para chegar ao maior número de pessoas (por favor).

Sozinhos vamos até mais rápido, mas juntos vamos mais longe, então vamos fazer este artigo chegar a um número maior de pessoas!

Espero que fique muito bem e quem sabe nos encontramos no curso de programação mental e auto-hipnose!

Eric Pereira
Fundador do Instituto Ponto de Equilíbrio
Coach e Hipnoterapeuta
WhatsApp +351 912607888

Read More

ESTOU EM SOFRIMENTO!

Nas últimas 3 semanas tenho recebido inúmeras mensagens de pessoas que relatam profundos estados de sofrimento. Nas últimas 2 semanas, para você ter uma ideia, recebi 22 emails, 74 mensagens no WhatsApp, sem contar os comentários nas minhas postagens e podcasts que gravo diariamente.

Isso me fez pensar que “talvez e só talvez” isso possa estar relacionado ao recente confinamento e toda esta mudança mundial que estamos passando nesta pandemia, apesar de acreditar que muitas pessoas já viviam em sofrimento e não demostravam tanto quanto nos dias atuais porque estavam em constante “distração”.

Tenho consciência que muitas pessoas não conseguem avançar para um tratamento terapêutico por falta de dinheiro, porém também tenho consciência que muitas pessoas não melhoram por falta de “disciplina”, pois hoje existe muita informação boa espalhada nas redes sociais, com dicas poderosas que realmente são capazes de ajudar uma pessoa “em sofrimento” a encontrar respostas para as suas feridas emocionais.

Eu mesmo distribuo diariamente um podcast que pode ser ouvido através de plataformas como o Itunes, Soundcloud, Deezer, Spotify, no meu grupo do Telegram ou assistidas em vídeo no Youtube, Facebook e Instagram. Todos os domingos escrevo este artigo e ainda pode assistir às minhas lives nas terças às 10h, horário de Portugal… e isso resolverá as suas questões? Provavelmente não! Porém acredito que ajudarão a encontrar “o caminho”, a compreender o que antes era apenas uma dor invisível.

Eu recebo relatos vindos de toda a Europa e Brasil, de pessoas que me ouvem e agradecem, dizendo que as suas vidas mudaram ou estão em processo de transformação por enxergarem de maneira mais clara o que acontece…. Entende o que quero dizer?

E acredite, não sou apenas eu que estou constantemente distribuindo conteúdo para ajudar! Existem tantas pessoas boas e qualificadas que podem ajudá-lo a se conhecer melhor, mas precisa estar interessado, pesquisar e investir o seu tempo em aprender.

ZONA DE CONFORTO

Muitas pessoas vivem na zona de conforto e não fazem nada para sair dela e quando digo aqui “zona de conforto”, por favor não imagine um lugar incrível, lindo e maravilhoso, ok? Muitas das zonas de conforto nem são confortáveis, mas são melhores do que avançar para o desconhecido, então as pessoas vivem ali de maneira “confortável”, fazendo diariamente as suas rotinas e se distraindo ao máximo que podem da maneira que conhecem, muitas vezes para não olharem de maneira mais profunda para a sua realidade, seja lá o que isso significa.

Acredito que durante o “isolamento social”, muitas pessoas potencializaram este sofrimento, pois foram forçadas a estar em casa e muitas delas “trancadas” com a família que faz parte do problema! Atendi jovens que relatavam situações desesperadoras porque nunca tiveram uma relação boa com os pais, esposas que nunca resolveram os seus casamentos e se viram presas por dias com maridos que na prática nem conheciam tão bem assim – A questão é que o isolamento fez com que muitas pessoas pensassem um pouco mais…Mergulhassem dentro da vida com menos distrações e ali enxergaram o “SOFRIMENTO” ou parte dele.

SEM TEMPO PARA PENSAR

No dia a dia muitas pessoas têm vidas corridas e apesar de terem a mente muito acelerada, nunca possuem tempo para pensar em coisas como “as suas próprias vidas”, ou porque não sabem dizer não e acabam se anulando muitas vezes para ajudar outras pessoas ou porque não conseguem se afastar de pessoas tóxicas e viverem realmente a vida dos seus sonhos! Já pensou nisso?

Atendo há 21 anos, muitas vezes ouvia 8, 9 pessoas por dia e mesmo que se trate de queixas emocionais diferentes, a maioria delas nunca teve muito tempo para pensar nelas, avaliar a sua infância, fazer conexões com os seus pensamentos, ações e resultados comuns e extraordinários.

Costumo dizer que as pessoas vão vivendo a vida como ela vai se apresentando, quase como a frase: “dançamos conforme a música” e sinceramente não sei se isso é bom, pois nem sempre a vida vai nos oferecendo “o melhor”, né?! Algumas vezes elas oferecem saídas rápidas e momentâneas e “NÓS” que não queremos sofrer vamos aceitando estas saídas temporárias sem perceber que não estamos construindo uma vida melhor, estamos é consertando buracos, remendando pequenos pedaços até que eles se rompem de novo e vamos de novo consertando e sabe o que é o pior nisso?

Acreditarmos em algum momento e isso é normal! Que está tudo certo em consertarmos ao invés de construirmos algo incrível e assim vamos vivendo de acordo com o que a vida e as pessoas que nos rodeiam nos oferecem! Garanto que isso é assunto para muitas páginas “ou” para um processo terapêuticos bem estruturado que despertará em você todo este entendimento “e” a sua melhor versão.

Foco

Acredito que exista um momento nas nossas vidas em que precisamos parar de olhar para os lados, contar historinhas lindas para justificar porque não cuidamos melhor de nós e devemos realmente focar em compreender porque estamos em sofrimento e o que realmente podemos fazer para vivermos uma vida melhor. Quando falo em focar estou mesmo dizendo construir um conjunto de situações para serem executadas simultaneamente que provocaram este processo de transformação que tanto falo há tantos anos.

E acredite que aqui deve começar a compreender se consegue fazer isso sozinho ou se precisa de ajuda, pois muitas pessoas tentam transformar tudo sozinhas e não conseguem! Algumas continuam insistindo, porque acham um absurdo contratarem quem sabe e outras arrumam desculpas das piores para justificar que não podem (ou não querem) ajuda externa.

Algumas das desculpas mais comuns:

Não tenho dinheiro:
Mas comprar celulares caríssimos, gastam com bolsas e sapatos, com jantares e imensas televisões.

Não tenho tempo:
Mas dormem 2 horas a mais todos os dias, passam horas nas redes sociais, assistem episódios e mais episódios de séries.

Comigo isso não funciona:
Nem sabem “como” funciona, nem querem saber, nem tentam nada diferente! Fazem todos os dias a mesma coisa e querem resultados diferentes e sim, parece piada, mas são pessoas negativas que não acreditam em nada e nem em ninguém. Muitas vezes nem nelas próprias.

E claro que poderia citar mais outros 30 exemplos aqui, mas penso que já compreendeu o que significa arrumar desculpas e permanecer no mesmo ritmo alucinante de tentativas frustradas com pouco “ou” nenhum resultado positivo.

POSSO TE AJUDAR!

Mesmo acreditando que algumas pessoas arrumam dois problemas para cada solução apresentada, quero dizer que posso SIM ajudar no seu processo de transformação e antes vou dar aqui 5 motivos para compreender isso:

1º Ajudo pessoas a encontrarem as suas feridas emocionais há 21 anos.
2º Tenho muita experiência em atendimento à distância (100% online) e esteja onde estiver posso construir as melhores estratégias para viver melhor.
3º Não sou um terapeuta que vende “cura”, eu treino a mente das pessoas para que elas ganhem entendimento e consigam enfrentar o que se passa e acredite, isso faz “a” diferença.
4º Tenho hoje 4 opções de tratamento/treinamento e desta forma algum deles se ajustará ao seu tempo e ao seu bolso.
5º Já atendi milhares de pessoas no Brasil e por toda a Europa e a minha metodologia de trabalho está mais que provada.
Nesta nova semana vou anunciar que estou abrindo 10 avaliações gratuitas todos os meses, então inicio esta ideia aqui neste artigo! Se desejar fazer uma sessão de avaliação comigo que dura cerca de 45 a 60 minutos e for uma das 10 primeiras pessoas a me enviar mensagem, vamos marcar e conversar para que eu possa compreender as suas dores emocionais e apresentar algum tipo de solução que possa lhe ajudar no seu processo de transformação.

Assista o vídeo abaixo para que possa compreender melhor como esta minha avaliação pode ajudar no seu processo! Se tiver realmente interesse, assista até o final.

Espero que tenha compreendido a dimensão da minha proposta e que também compreenda que é apenas para as 10 primeiras pessoas que enviarem mensagem para o meu WhatsApp ou email que divulgarei aqui

Coloque o seu nome completo, telefone, idade e em breve entro em contato consigo para falarmos sobre a avaliação e atenção que respondo todas as mensagens que recebo! E chega de arrumar desculpas, ok? Pense positivo, mande mesmo mensagem e vamos realmente conversar para saber como podemos transformar a sua vida, pois pode apostar que as pessoas que vivem melhor não acordaram numa terça-feira qualquer e tiveram “sorte”, elas realmente fizeram algo para que isso acontecesse.

Como diz um dos meus professores, Tony Robbins, é nos momentos de decisão que nós traçamos o nosso destino, então decida ser mais feliz! E se desejar alimentar a sua mente diariamente, venha para o meu grupo no Telegram, link abaixo:

Espero ter contribuído e desejo uma semana incrível,

Eric Pereira
Fundador do Instituto Ponto de Equilíbrio

Read More