Category: Construção de metas

01 – Construção de metas

Eu sei que algumas pessoas não se importam com final ou início de ano e outras se importam muitooooo! Eu gosto da ideia de ciclo se encerrando e ciclo se iniciando e algumas das minhas metas são sempre estipuladas dentro deste ciclo de 12 meses. Também gosto muito do final de ano, primeiro porque dia 24/12 é o meu aniversário e porque respeito imenso a virada do ano, a nova energia que vem!

Eu tenho por hábito há alguns anos escrever as minhas metas no mês de novembro! Gosto de passar o mês todinho a mexer no que não consegui concluir “ainda”, no que vale a pena deixar como meta, o que devo substituir e o que quero acrescentar. É um mix de criação, com ajustes, com olhos mais atentos.

Gosto tanto que criei algumas regrinhas que quero compartilhar com vocês e tive a ideia de compartilhar durante todo o mês aqui textos e vídeos de como você pode construir as suas metas! O que acha? Eu acho que pode ter dicas que já conhece, outras que não farão nenhuma diferença, mas no geral se levar isso a sério, pode ser que consiga organizar os seus sonhos, transformá-los em meta e na sequência ainda dividi-los para que 2019 seja um ano mesmo top top top.

As minhas regrinhas são apenas para que eu me organize, ok! Penso que se deixarmos as nossas historinhas internas tomarem conta ou (adiar), deixar para depois, daqui a pouco vejo, faremos tudo de última hora com a crença de que o importante é defini-las e pronto, enquanto eu garanto que defini-las por defini-las nem de perto é o mais importante e porque tenho tanta certeza disso? Porque sou um realizador!

Então vamos a elas: Eu tenho como regra principal, diariamente olhar para o caderno que estou desenhando os meus planos. Eu adoro trabalhar com janela de tempo, então organizo toda a minha vida por janelas de 60 minutos. Por exemplo diariamente abro 2 janelas para escrever! Isso significa que 2 horas do meu precioso tempo são para escrever dicas, ideias, pensamentos.

No caso das minhas metas, normalmente começo com 2 janelas de 60 minutos e depois que tenho tudo (mais ou menos) organizado, utilizo apenas 1 de 60 minutos. Pode parecer metódico, estranho, mas quem realmente valoriza o tempo compreenderá o que estou falando aqui.

Depois parto da ideia que (antes) que escrever as metas futuras, devo olhar para as metas passadas e listar o que eu idealizei “se” eu idealizei, o que fechei e o que está pendente. Aí observo se ainda dá tempo de fechar nestes dois meses. Se der ok, se não não der, eu olho bem para aquela meta e procuro lembrar porque ela é importante pra mim, pois algumas metas perdem o (grau) de importância ao longo dos anos.

Vou me esforçar para diariamente estar aqui trazendo um pouco do como podemos estruturar as nossas metas para que você aprenda pequenos segredos que podem fazer uma diferença gigante lá na frente!
Eu ainda tenho tempo para escrever, mas no meu check-list a minha prioridade hoje é voltar a escrever as minhas dicas terapêuticas e voltar a trabalhar no meu 4º livro! Então mais tarde ou amanhã estarei aqui para dar continuidade na ideia das metas para 2019!

Read More

02 – Construção de metas

Sinceramente, estar aqui sentadinho escrevendo para o meu público logo de manhã é tipo, bom de mais com maravilho e tudo no mesmo pacote! (Sorriso no rosto).
E a ideia de poder dividir com vocês um pouco sobre como construirmos e estruturarmos as nossas metas me anima mais ainda!

Hoje é dia de exames, médico e fisioterapia, então vamos a isso ainda antes de sair….

Não sei o que passa na sua cabeça quando ouve a palavra (meta), mas entre as mais diversas definições a que eu mais gosto é “ALVO”. Todos nós temos sonhos e desejamos alguma coisa e nem sempre precisa ser um bem material, pode ser uma viagem ou mesmo um encontro e enquanto estamos apenas sonhando, imaginando, visualizando no azul escuro da nossa mente, tudo o que temos é uma ideia e nada mais!

Muitas pessoas pensam, repensam e acreditam que vão realizar os seus sonhos e eu creio nestas pessoas, porém se torna muito, muito mais fácil quando pegamos estas ideias soltadas em nossa cabecinha e às organizamos no papel. Preste atenção que vou dizer de novo, ok? (N.o p.a.p.e.l) e porquê no papel isso tende a funcionar melhor? Porque a nossa mente pensa em milhões de situações diferentes e quando anotamos, temos a chance de criar uma lista de prioridades e posteriormente podemos atribuir datas e uma série de coisas para ser tornar um alvo verdadeiro.

Minha sugestão é que antes de mais nada você defina uma janela de 60 minutos diárias para se dedicar a isso ou 2 se conseguir encaixar na sua vida e antes que venha com as “tretas” de (não tenho tempo), lembre-se que tudo isso é sobre a sua vida e não sobre a minha, ok?!

Depois coloque no papel tudo aquilo que deseja para o ano de 2019 de “Janeiro a Dezembro” e estabeleça dia e hora. Eu por exemplo coloquei que as metas do meu ano se iniciam no dia 5 de Janeiro e terminam no dia 23 de Dezembro, pois normalmente viajo nos finais de ano, então até eu voltar e recomeçar tudo, dia 5 me parece bem e dia 24/12 é meu aniversário, então depois do dia 23, é aniversário, natal, ano novo e realmente é para descansar e festejar. Escolha as suas datas!

Decidia se quer fazer isso no Ipad, computador ou papel (Eu faço sempre no papel), pois posso circular, desenhar, riscar e assim me sinto realmente bem. Escreva tudo aquilo que quer para 2019 e nesta primeira fase não se preocupe com o que é prioridade, apenas escreva e escreva e vá colocando uma longa e importante lista de tudo o que realmente deseja ter.

Depois que tiver certeza que escreveu tudo, peço que olhe com atenção para esta lista e veja se tudo que está ali é realmente coerente com a sua situação financeira, com os seus planos financeiros para 2019 e perceba se existem coisas parecidas que podem ser eliminadas e de atenção a ler e imaginar aquilo na sua vida!

Mais um exemplo meu: Na minha lista coloquei que em 2019 vou me dedicar a aprender Inglês e Alemão e quando fui ler a minha extensa lista, e analisar como seria tudo, percebi que não tenho nenhuma necessidade de aprender Alemão em 2019, porém posso reforçar e focar mais no Inglês, pois não falo nada e sei a falta que isso está me fazendo para estudar e tenho recusado convites para congressos e palestras justamente por não falar.

Analise com cuidado, imagine-se sem aquilo que você quer retirar da sua lista e volte a ler a lista quantas vezes for preciso, desde que olhe para ela com atenção e perceba o grau de importância que ela tem para você hoje (Pensando nela) e o que ela significara na sua vida amanhã (Na prática), incorporado na sua vida.

Acredite em mim quando eu digo que às vezes desejamos coisas que nem são necessárias e pode até ter sido um dia, mas será que vale a pena lutar, batalhar mesmo por isso?

Lembre-se que para isso funcionar a sinceridade de você para você tem que ser realmente incrível.

Chegou a minha hora! Hoje fico por aqui, mas sei que terá aí muitoooo trabalho pela frente, então nada de ficar adiando e arrumando desculpas, ok?! A meta principal deve ser estabelecer as suas metas, construir estrutura e fazer acontecer e tempo temos.

Até amanhã e lembre-se de deixar algum comentário abaixo!

Abraços Hipnóticos,

Read More

03 – Construção de metas

Metas e Estruturas para 2019

Espero que esteja tudo bem deste lado, aqui está tudo tranquilo, menos as dores e sentindo que a recuperação está sendo boa!

Com muita alegria vamos para o terceiro dia falando sobre metas e estruturas para que o ano de 2019 seja realmente top e você possa aproveitar mais do que 2018, ok? Vamos lá?

Desde que faço o planejamento das minhas metas, descobri que o mais importante não era a velocidade e sim a direção e ficou muito claro pra mim que não adiantava eu correr e querer estar sempre em primeiro lugar se não sabia para onde eu estava indo, então meu foco mudou e a direção começou desde então a ser o alvo.

Tenha em mente que tem pela frente 12 meses e nem tudo precisa acontecer nos 15 minutos do primeiro tempo. Pode ser que aconteça e pode ser que acontece nos 5 minutos finais e está tudo certo, desde que dentro de seu planejamento isso esteja claro e muito claro.

Quero dedicar este artigo (número 3), para levá-lo a pensar em como somos ansiosos e como temos o hábito que querer (recuperar) o tempo perdido e se conseguir manter a sua atenção alguns minutos aqui comigo enxergará (assim espero) que a maioria das nossas coisas nem urgentes são. Somos nós que atribuímos um rótulo de urgente e queremos fazer com que as coisas aconteçam da noite para o dia e nem sei o porquê disso, mas tenho uma ideia.

Algumas pessoas vivem se comparando com seus familiares e mal percebem que alguém fez algo melhor, logo querem fazer também. Às vezes vejo uma “disputa” secreta entre as pessoas, como se inconsciente elas estivessem disputando um prémio invisível “ou” que estivessem fazendo e fazendo com a intenção de preencher alguma parte interna que está vazia ou se esvaziou com o tempo.

O facto é que quando não olhamos para isso, corrermos o risco de traçamos metas vazias, desenhadas para alimentar o Ego ou algo interno e neste caso quando atingirmos a meta logo perceberemos que o vazio irá voltar e daqui a pouco estaremos viciados em apenas “fazer”, em “conquistar”, em “obter” e não em chegarmos lá pelas razões certas.

Agora que já escreveu no papel tudo aquilo que deseja, perceba se quer realmente deixar tudo na sua lista ou se deseja riscar alguma coisa da sua lista de desejos e para elucidar melhor, cá estou eu mais uma vez falando da minha vida com a intenção de colaborar.

Em Novembro de 2017, coloquei três coisas na minha lista que depois de avaliar tirei e são elas: 1º Ser o Hipnoterapeuta mais conhecido de Portugal – 2º Receber o maior número de curtidas nas minhas postagens 3º Ter mais de 20.000 acessos no meu blog por dia.

Aparentemente nenhum destes 3 itens são desonestos e podem ser facilmente conquistados com algum esforço, é claro. Porém, quando fui fazer a minha análise geral, percebi que nenhum delas se alinhavam com o meu propósito MAIOR. Ser o Hipnoterapeuta mais conhecido de Portugal, era puro marketing. Quanto mais eu aparecesse, mais conhecido eu ficaria, então descartei pois não precisava daquela meta (Encher o meu Ego) e substitui por ser o profissional (Coach ou Hipnoterapeuta) que mais conseguisse ajudar as pessoas e por isso escrevo quase que diariamente trazendo conteúdo, gravo vídeos, faço palestras e em 2018, fui assistido por mais de 11 mil pessoas em palestras. Receber o maior número de curtidas era mesmo para me sentir bem, mas depois nesta mesma análise percebi que era uma meta tola. Deveria ao invés de focar no like, focar no número de pessoas que compreendia a minha mensagem e com isso transformavam mesmo as suas vidas. Depois ter mais 20.000 acessos por dia era para mostrar que meu blog tinha visitas, porém também risquei, pois a ideia deixou de ser quantas pessoas entravam no meu blog, mas quantas pessoas ficavam ali e hoje a minha métrica não é voltada para quem entra e sai, mais quem entra e fica lá isso significa que estas pessoas estão lendo o que escrevo e tem dias que já chegamos a 10 mil pessoas entrando e navegando pelas mais de 300 dicas terapêuticas.

Entendeu? Analise tudo que escreveu e perceba porquê deseja aquilo! Ahhh, quero me mudar para o Porto! Ok! O Porto é lindo, mas qual o desejo de se mudar para lá? O que muda em sua vida com esta mudança? Quais os prós e contras? Depois de analisar com cuidado, aí sim pode decidir se exclui ou mantém a sua meta.

Vejo a construção das metas como algo realmente importante e que ganha um poder imenso e transformador quando nós olhamos “antes” da ação para o que estamos ali desenhando e faz realmente sentido.

Eu morava no Funchal e adiei 3 vezes a minha mudança da ilha para Lisboa, pois por mais que eu quisesse, não fazia nenhum sentido mudar naquela altura e este ano eu percebi que a mudança se alinhava com a minha ideia de expandir o Instituto Ponto de Equilíbrio, com a ideia de aumentar a minha equipa então planejamos (eu e a minha equipa), traçamos, ponderamos e depois mudei.

Então hoje foca mesmo com carinho, com atenção naquilo que você escreveu, como escreveu e se sentir necessidade pode até deixar aquele sonho/meta mais minucioso, pode escrever mais detalhes sobre ele, isso lhe ajudará a ver por vários ângulos a mesma situação.

Depois decida aquilo que fica e o que sai e amanha vamos focar em como podemos traçar minuciosamente as metas em meses, semanas, dias e hora. Vamos compreender como descobrimos os degraus para alcançar cada uma delas e nos próximos dias vamos traçar e depois estruturar e ainda este mês vamos aprender a blindar a nossa meta para não a perdermos pelo caminho.

Até Amanhã!
E se desejar fazer algum comentário, por favor faça sem preocupação.
Adoro ler os comentários das pessoas comprometidas com o processo.

Read More

04 – Construção de metas para 2019

Então hoje iremos começar a entrar em como traçar as metas de uma maneira mais minuciosa.
Já vimos a ideia de escrevermos os nossos desejos livremente, depois irmos eliminando aquilo que não faz sentido e agora vamos construir a lista por prioridade, ok?

Este processo é bem simples se você tiver atenção a isso.
Para organizarmos uma lista de prioridades, temos antes de mais nada que pensar no que vem em 1º, 2º,3º e assim por diante e vou iniciar com um simples exemplo.

Imagine que coloque com quem em 2019 quer passar 15 dias em Paris e a sua lista de prioridades seja construída assim:

1º Viajar para Paris
2º Juntar dinheiro
3º fazer um estudo sobre a França.

Fica claro neste exemplo que estes papéis estão invertidos, então seria melhor (1º) iniciarmos por um estudo sobre a frança, depois baseado neste estudo termos uma previsão de quanto precisamos investir em uma viagem como esta, para então (2º) juntarmos o dinheiro e só depois (3º) irmos a Paris.

Saber o que queremos é muito importante, mas planejarmos é o segredo para conseguirmos realizar, então abaixo seguem as minhas principais sugestões para esta nossa etapa.

Então trace as suas metas dividindo-as por fatias.
Vou apresentar aqui como (EU) faço, ok? Não significa que pra você funcionará exatamente assim, mas ao longo do mês falaremos sobre pequenos ajustes.

Estamos falando em construir uma meta em 12 meses, certo?
Então divida esta meta em 2 partes (1º semestre e 2º semestre) e depois subdivida cada fase por 2 partes.

Vou dar um exemplo aqui para ajudar.

A Manuela, tem o objetivo de em 2019 fazer uma faculdade, quer ir visitar a família em Israel e ainda deseja fazer uma pequena reforma em sua casa e trocar o seu carro.

Então, por onde a Manuela deve começar? Olhando para o que deseja em apenas 12 meses e decidindo o que cabe no seu orçamento, se precisará fazer algo extra para conseguir e quais as suas prioridades.

Escolhemos que a sua meta seja desenhada assim: (1) Precisa fazer uma pesquisa sobre o curso que deseja fazer, já que tem uma faculdade de fisioterapia e não quer mais exercer. (2) Ela precisa procurar uma agência de viagens para solicitar uma cotação desta viagem, ver valores e datas (3) Solicitar alguns orçamentos para a reforma que deseja em casa (4) ver o quanto vale o carro dela, ver aquele que ela deseja comprar e qual a diferença terá que dar.

Depois de fazer isso, Manuela descobriu que não pode trocar de carro em 2019, pois tem um Opel e deseja um Mercedes, então achou melhor esperar e fazer a troca em 2020 e isso sim é saber compreender a importância de planejar.

Depois de ter os valores em mãos (aproximadamente), montou todas as suas decisões.

Janeiro a Julho: Se dedicará a estudar 2 horas por dia para compreender melhor o mundo do direito para então decidir fazer a sua nova faculdade e já sabe o quanto terá que economizar para as propinas.

Decidiu que para ir para Israel ver os seus familiares, pode fazer isso em Outubro, pois precisa juntar dinheiro por 09 meses para estar lá por 15 dias.

Descobriu também depois de pesquisas que a reforma pode ser feita em 3 etapas, então começa em fevereiro (Cozinha), depois nas férias (Junho/Julho) tratará do seu quarto e uma varanda que deseja e no mês de setembro o foco será a pintura de toda a casa por dentro e fora.

Sabendo o que quer e como quer, ela agora deve escolher os pontos de ajustes. Eu por exemplo tenho como hábito mensalmente olhar os meus apontamentos e fazer os ajustes necessários e tem pessoas que fazem isso trimestralmente e algumas nunca fazem.

Acho importante olharmos para as nossas anotações, pois a vida é dinâmica e algumas coisas podem mudar e ir fazendo ajustes aos poucos é bem melhor do que chegar em uma altura e ter que fazer todos de uma só vez (Penso eu).

A Manuela decidiu deixar a troca do carro, pois não quis aumentar a sua carga de trabalho e tinha esta possibilidade e também pensamos em um carro mais em conta, mas ela quer aquele mercedes, então deixar para 2020 é o ideal e vale lembrar aqui que ela começará a fazer uma poupança a partir de Maio/2019 menor e pretende subir no início de 2020.

Então a ideia aqui hoje é aprendermos a colocar prioridade! E amanhã vou falar ainda sobre prioridade e vou um pouco mais fundo na ideia de investigarmos como conseguir realizar cada etapa! Tratarmos cada uma delas com mais atenção para que nos aproximemos do sucesso.

Read More

05 – Construção de metas

Metas e Estruturas para 2019

A minha experiência diz que na teoria a situação aparece de uma forma, mas na maioria das vezes na prática ela é um pouco diferente e pode ser que na sua experiência seja diferente e até espero que sim, porém como estou me baseando em (como eu faço), irei hoje ajudá-lo a perceber melhor as suas prioridades e a investigá-las para que o caminho seja confortável.

Quando digo investigá-la, significa olhar com cuidado para cada uma delas e perceber o que é realmente necessário para conquistá-la.

Veja comigo – Quando um cliente me diz que seu sonho é ir a Paris e eu pergunto o que é realmente necessário para alcançar este sonho e ele responde: “dinheiro”, ele não está realmente envolvido com o todo e apenas enxergando a situação superficialmente.

Eu sei que dinheiro é um fator importante para esta viagem, porém vamos investigar mais fundo? Qual a melhor época para se ir a Paris? Eu por exemplo já fui a Paris dezenas de vezes e em todas as épocas do ano e não suporto ir lá no verão, pois é um calor complicado, a cidade está lotada e apesar do frio, eu amo ir a Paris no final de ano.

É importante investigar o que se passa em Paris em cada estação do ano, seja na do questão clima, seja na questão dos preços (Que muda um pouco), seja na questão das atividades e isso pode ser realmente muito bom, pois saber o que se passa pode se adequar ao seu sonho.

Depois precisa ver a questão do tempo, pois eu parto do pré suposto que os meus clientes trabalham, sei que alguns gerem o seu próprio negócio e mesmo assim precisariam se afastar e isso implica deixar tudo organizado com certa antecedência.

Aqueles que trabalham precisaram realmente de férias e se de se adaptar à data de férias ou negociar com a empresa a troca das férias.

Depois é importante fazer uma cotação de região e valores de hotel, principalmente porque Paris é uma cidade cara e conheço pessoas que vão pra lá sempre pagando entre 300€/400€ de diária de hotel, enquanto eu quando vou pago 70€ ou alugo um apartamento que confesso que prefiro e é mais aconchegante e ainda podemos cozinhar no apartamento e economizar nos restaurantes. Entende como é importante saber o que quer e visualizar (TODOS) os cenários?

Sabemos que passagens aéreas oscilam muito, então na altura de comprar o ideal é ver 3,4 vezes ao dia os sites para encontrar uma boa promoção. O último final de ano que eu passei em Paris, a passagem me custou 24€ ida e volta!

Por último deve-se observar o valor que quer gastar diariamente estando lá! Se pretende fazer todas as refeições na rua, terá um valor, se pretendo cozinhar de manhã e à noite em um apartamento será outro. Outra situação que vale a pena investigar é onde deseja ir. Quais os passeios que quer comprar e garanto que alguns se comprar o bilhete pela internet são muito mais baratos.

Entende como podemos investigar melhor aquilo que estabelecemos como meta? Ter apenas o dinheiro para viajar está muito longe de ser o ideal para se concretizar uma meta, a não ser que concretizar seja apenas ir e voltar e ter mais um troféu na estante para dizer que lá esteve e penso que não deve ser o seu caso, né? Pois o ideal aqui é compreender todos os detalhes daquele sonho para que ele se transforme em meta e possa alcançá-la com prazer, armazenando boas lembranças na sua mente e coração.

Aqui dei o exemplo de Paris, mas pode ser uma faculdade, a compra de um carro novo, uma cirurgia estética ou qualquer coisa que desejar. Aprenda por favor a investigar! Compreenda que à medida que investigar mais e mais aquilo que deseja, você ganha um certo domínio sobre aquele assunto e para o seu inconsciente isso é ótimo, pois deixa de ser “eu quero ir a Paris” para se tornar, “eu quero ir para paris, dormir em um apartamento de frente para o rio siena, comer os famosos macarrones e quero tomar chocolate quente ao lado do carrossel do outro lado da rua onde está a torre”.

Quanto mais detalhes a sua mente tiver, mais força você terá para realizar o que deseja.

Eu por exemplo visualizo que no ano de 2019 eu irei encontrar o lugar que eu quero em 2020 passar os meus primeiros 6 meses estudando e escrevendo o meu 6º livro e isso está na minha programação. Tenho feito um estudo dos dias que irei liberar uma janela de 60 minutos para pesquisar, ver fotos, ler comentários das pessoas para que eu consiga determinar por onde começo a primeiras das minhas inúmeras viagens semestrais.

Saber bem o que quero, dormir sobre o assunto e sentir (no corpo) quando se pensa naquilo (como se sente), visualizar, pesquisar, ver fotos, estudar sobre aquela sua meta e depois inclui-la na sua lista de metas reais é tudo de bom que podemos fazer para que elas sejam mais facilmente alcançadas.

Então seja a meta que escolher, procure colocá-la na sua lista e antes de apenas imaginar-se realizando, investigue todos os pontos possíveis para compreender as melhores maneiras de fazer isso. Em uma viagem tens aí o exemplo e depois pode ir adaptando para outras situações.

Até a próxima dica e espero que esteja gostando! Que tal colocar nos comentários de 1 a 10 o que está achando?

Read More

06 – Construção de metas

Metas e Estruturas para 2019
Eric Pereira|Metas|2019|Estratégias

Sabe o que mais tenho gostado nesta ideia de ajudar com as metas e suas estruturas? Tenho recebido inúmeras mensagens com perguntas e isso significa que se tem dúvidas é porque estão construindo e isso me deixa cheio de alegria. Também depois que criei o programa, já recebi 3 pedidos de sessões individuais que é muito bom, pois aí construo de maneira personalizada a meta daquela pessoa.

Ontem falei sobre investigar a meta, ser mais minucioso, compreendê-la e hoje vou entrar um pouco na questão “estrutura”, pois acredito ser imensamente importante estruturar as nossas metas.

O que quero dizer quando digo “estruturar” uma meta? Muitas vezes construímos a meta e não percebemos que para realizá-la é necessária toda uma estrutura que muitas vezes não é visível.

Quando dou uma palestra sempre faço questão de agradecer toda a estrutura que esteve presente por trás da palestra, pois normalmente eu sou aplaudido pelo conteúdo que apresentei, pela maneira como conduzi a palestra, mas para ela acontecer alguém desenhou as artes que a anunciaram, outra pessoa atendeu o telefone para garantir a sua vaga e depois tivemos alguém escolhendo o auditório, organizando a sala, preparando o palco, outra pessoa enviando e-mail para confirmar presença e a recepcionar os convidados e alguém se preocupou com o som, com as fotos, filmagens e por aí vai….

Agora imagina a sua meta sozinha escrita em uma lista qualquer. Ok, ela pode ser vista e revista e até tem chances de se realizar, porém se ela tiver bem estruturada as chances dela se realizar são maiores e vou demostrar isso aqui hoje.

Quando eu desejo comprar um Notebook novo, tenho aqui um sonho. Quando este Notebook tem uma finalidade importante em minha vida, tenho uma intenção em adquiri-lo, agora quando eu coloco uma data limite para comprar, tenho uma meta estabelecida e penso que até aqui já sabemos.

Agora, preciso ver o modelo, valores, onde encontro se preciso de acessórios (Investigação) e a estrutura entra quando (traço) o que preciso para ele acontecer. No caso deste Notebook preciso ter disponível 8.000€ (Isso é um exemplo, ok?), então não tenho dinheiro suficiente para comprá-lo, mas e se eu aumentar 2 atendimento diários ao meu dia e este valor eu guardar na poupança? Pode ser uma saída.

E para eu aumentar 2 atendimentos em minhas consultas, significa que preciso disponibilizar 2 horas e meia a mais do meu dia, pois uma sessão leva 1 hora e preciso de um intervalo entre uma e outra. Será que aguento? Talvez precise aqui para alimentar esta estrutura, comer mais uma fruta, acordar um pouco mais cedo.

Entende a ideia aqui da estrutura? Quando estabelecemos uma meta ela não se realiza sozinha. Precisamos de apoio, de estrutura.

Trabalhei no início do ano com um atleta que precisava melhorar o seu tempo em 14 minutos e pode achar um absurdo (só 14?), mas alguns atletas têm como meta 2 minutos e segundos podem determinar quem ganha e quem perde em uma prova.

Trabalhamos 2 x por semana, sendo uma presencial (Hipnoterapia) e uma por Skype (coaching) e naquele momento tudo o que fazíamos era construir metas, aumentar os motivos, fazer ajustes e criar estruturas para ele não desanimar, para ele aguentar e seguir até a vitória e assim o fizemos.

4 meses depois, tínhamos uma melhoria de 14 minutos e 33 segundos.

Pense aí em quais estruturas precisa para fortalecer a sua meta! Lembre-se que construir uma casa na areia pode ser perigoso, mas se a estrutura for bem feita, a casa conseguirá enfrentar muitas tempestades.

Read More

07 – Construção de metas

Metas e Estruturas para 2019

Ontem em uma dica extra, “citei” por um breve momento a importância de (visualizarmos) as nossas metas e como um grande fã e estudioso do nosso inconsciente, acredito que quanto mais próximo estivermos de nossas metas, maior a chance de impulsionarmos o nosso inconsciente “e” consciente para a realização.

Há 2 meses eu estava fazendo uma sessão online (coaching) onde o único objetivo daquele cliente era comprar uma Mercedes zero! Novinha, com banco de couro e à medida que ele me falava sobre ela os seus olhos brilhavam e ele minuciosamente me explicou cada detalhe que deseja nela e a minha pergunta foi apenas: “Já entrou em uma?”, Ele riu e disse não! A minha primeira recomendação foi que ele tivesse imagens desta mercedes em algum lugar onde ele pudesse ver todos os dias e que agendasse urgentemente um test drive, para sentir o seu corpo naqueles bancos de couro e que desse uma volta e de “preferência” fizesse um vídeo nela, não para ostentar e nem postar nas redes sociais, mas para olhar diariamente para aquele curto vídeo e (ALIMENTAR) a sua mente do que realmente deseja.

Como a maioria das pessoas aqui sabe a minha meta maior para 2019 é ter paz, escrever mais 2 livros e organizar a minha viagem por alguns países para 2020, então neste momento a “maioria” dos meus rascunhos são sobre situações que me trazem paz, como dormir mais cedo, fazer retiros espirituais, visitar lugares onde posso re la xar e só isso. Então as imagens que tenho colecionado são de lugares incríveis onde posso descansar a mente e trabalhar o relaxamento e a sincronicidade com o meu corpo.

Se a minha meta é a paz, cuidar da minha alimentação é com certeza absoluta a estrutura! Lembra que recentemente falamos sobre estrutura? Então tenho pegado receitas incríveis e olhado imagens de pessoas saudáveis que estão em paz com a suas escolhas, com a sua vida.

Se tem em sua meta a ideia de viajar, vá urgentemente a uma agência de viagens e traga um catálogo de lugares e recorte as melhores imagens e cole no seu diário, se seu desejo é um super carro ou uma mota, vá até lá e faça um vídeo, tire foto com ela, faça um test drive – Isso é mesmo libertador.

Algumas das minhas metas eu alimento vendo bons vídeos no Youtube! Um exemplo muito bom e prático é o meu FOCO MAIOR que é ser escritor! Diariamente abro uma janela de 60 minutos para escrever dicas terapêuticas na minha página e agora estou com esta ideia aqui e normalmente tenho duas janelas para escrever os meus livros ou fazer pesquisas e sempre que posso estou lendo sobre o lançamento de novos livros, assistindo a entrevistas de escritores poderosos e vendo vídeos sobre o lançamento deles e porquê? Para alimentar a minha mente, o meu inconsciente, a minha motivação.

Lembre-se que motivação é o (motivo) para ter (Ação).

Read More

08 – Construção de metas

Metas e Estruturas para 2019
Eric Pereira|Metas|2019|Estratégias

Sou um grande fã do comportamento humano e hoje quero ajudá-lo a ver a sua vida por outro ângulo! Pode ser que esta mensagem entre no seu coração como uma flecha e doa um pouco e pode ser que não te diga absolutamente nada. Vamos ver.

A maioria das pessoas tem o hábito (negativo) de apontar o dedo para as outras pessoas e esquecem de olhar diariamente no espelho e ver as próprias ações e claro que cada uma destas pessoas tem a sua (desculpa) para não fazer isso.
O fato é que ontem eu estava estudando alguns casos e percebi que muitas pessoas têm uma incrível capacidade de (fugirem) das suas responsabilidades e outras têm o (dom) de encontrarem um culpado para as suas “fugas” e normalmente estas pessoas são as que deixam pra depois, que arrumam desculpas, contam historinhas perfeitas, algumas são dignas de um Óscar.

Elas até podem iniciar um processo, podem até desenhar as suas metas, mas na primeira dificuldade, elas logo culpam o governo, o tempo, o ano de 2019 que terá uma influência numerológica, a luz que está em aquário e por aí vai… E no meu dia a dia convivo muito com pessoas cheias de (mimimi) e às vezes (EU) me pego arrumando uma desculpa e logo procuro corrigir, talvez porque lido com isso dia após dia e a minha mente já está mais treinada.

Então hoje esta dica traz a ideia de ficar alerta, prestar mais atenção, perceber, acordar, pois na minha visão a maioria das pessoas não consegue atingir os seus objetivos justamente porque (arrumam) no meio do caminho desculpas que justificam as suas desistências e peço que antes de mais nada observe isso! Veja por vários ângulos as suas ações, antes que julgue errado as suas ações.

Nestes anos atendendo em consultório ouço muitas pessoas afirmando que estão certas e que desistiram por este ou aquele motivo e a “maioria” destas pessoas está tão hipnotizada que não enxerga que os seus lindos discursos nada mais são do que desculpas para as suas desculpas.

Teimosia não nos leva a lugar nenhum. Apenas nos aprisiona e acredito que assumir as nossas falhas é uma das chaves que liberta a nossa alma. Eu (Eric Pereira), já menti muito pra mim mesmo, já contei historinhas e arrumei lindas e belas desculpas para (justificar) outras desculpas menos boas e tudo isso para justificar para minha mente que eu estava no controlo e sabia exatamente o que estava fazendo.

Porém, com o tempo fui olhando para o lado e vendo que muitas pessoas conseguiam e eu não saia do lugar, que pessoas eram felizes e eu enfrentava processos de depressão e tristeza e pela (DOR) comecei a mudar. Na verdade, não pela dor, mas justamente para não ter “a” dor. Algumas aprendem por amor e outros para fugir da dor.

Olhe profundamente pra você, pois os seus resultados estão diretamente ligados aos seus pensamentos, as suas ações, ao seu nível de aprendizado e lembre-se sempre que a distração durante o processo vai acontecer, porém podemos observar conscientemente e voltarmos para o caminho, pois se cair em uma distração profunda, corre o risco de quando perceber estar perdido em algum lugar e nem saber onde estava (antes) ou para onde estava indo e isso será doloroso, pois terá que recomeçar e se está cansado de recomeços, a solução é não se perder durante o seu processo.

Espero que tenha sido uma dica valiosa, pois pra mim é extremamente valiosa

Read More

09 – Construção de metas

Metas e Estruturas para 2019
Eric Pereira|Metas|2019|Estratégias

Hoje quero abordar a objetividade e a clareza, para que as suas metas ganhem maior poder.
Indo já para o nono dia sobre este assunto, acredito que você já sabe que desejar comprar um carro, uma casa, fazer uma viagem, não é meta, certo? Isso é apenas um desenho, um sonho, porém, quando colocamos uma data, quando traçamos um plano para que aquele sonho se materialize, aí sim podemos dizer que temos uma meta.

Eu tenho milhares de sonhos e nem sei se todos vão se realizar, principalmente porque a maioria nem entrou “ainda” no meu mapa de realização, ainda não se tornaram realmente metas e acredito que a maioria vão se tornar e outras não.

O processo começa a acontecer naquele momento em que você deixar de querer um carro e escolhe uma marca, um modelo, a cor, no momento que começa a visualizar a cor dos bancos. Querer perder peso é um sonho, agora querer eliminar 30 kilos já é mais mensurável, preciso é na sequência construir estrutura para que isso aconteça, aí entra a nutricionista, o personal, o ginásio, as datas e quanto quero eliminar por semana, mês, semestre e por aí vai.

O Pai da administração moderna, Peter Drucker, construiu um método que é usado por muitos especialistas, o famoso método “SMART” e claro que existem outras milhares pelo mundo, mas irei abordar esta hoje e outras ao longo do mês, então perceba como funciona este método que particularmente eu gosto muito.

SMART
Específicas (Specifics)
Mensuráveis (Measurable)
Realizáveis (Achievable)
Relevantes (Relevants)
Com prazo definido (Timed)

Specific: uma meta precisa ser específica, algo que seja facilmente entendida por outra pessoa, logo, também facilita nossa própria compreensão e foco. Por exemplo, o que significa quando você diz que quer ser mais saudável? Quer dizer que você não vai mais comer gorduras ou açúcar? Quer dizer que você quer começar a fazer exercícios? Quais exercícios? Querer ser mais saudável não é uma meta específica. Ao contrário de você dizer, “quero correr a maratona de Lisboa”. Aqui você especificou exatamente aonde chegar.

Mas como saber que você alcançou o seu objetivo ou que você está fazendo progresso? Aqui entra o M do SMART. O M é Measure, ou seja, como você irá medir, mensurar, se o objetivo foi ou não alcançado. Isso é muito importante (principalmente se você for avaliar de maneira objetiva o desempenho de outra pessoa). Cuide bem do M e cuidado para não se enganar, “manipulando os resultados”, isso não vai lhe ajudar em nada.
Mas será que o objetivo pode ser alcançado? Não adianta nada definir um objetivo lindo, como “conseguir a paz mundial”, se isso não pode ser alcançado com seus recursos e habilidades. Avalie se o objetivo pode ser alcançado.
Esta avaliação mais minuciosa nos ajuda lá na frente a não nos tornarmos colecionadores de momentos ruins, de frustrações, entende?
É aqui que avaliamos se o objetivo é A, ou Achieavable. “A” está perto do “R” no SMART e não é por acaso. O objetivo precisa ser realístico e ser relevante ao contexto que você está relacionando o objetivo. Você precisa acreditar que tal objetivo possa ser alcançado.

Ele precisa ser importante para você se sentir motivado em trabalhar por ele. Assim chegamos ao T, ou seja, Time-based, o objetivo precisa ter um prazo para ser alcançado. Eu gostaria muito de correr a maratona de Lisboa, mas não sei quando. Se isso passar a ser um objetivo para mim, preciso colocar em que ano quero correr essa corrida.
Além do mais, posso definir pontos de verificação, como por exemplo, daqui a dois meses quero conseguir correr 10 km sem ficar ofegante, daqui a quatro meses quero fazer 10 km em 20 minutos, e assim por diante.
Espero que tenha gostado da dica de hoje e amanhã tem mais!

Read More

10 – Construção de metas

Metas e Estruturas para 2019

Recebi esta semana 12 mensagens falando sobre meus textos sobre “Metas e Estruturas” e 11 destes textos me perguntavam sobre disciplina e como não procrastinar e isso me chamou à atenção, então mergulharei neste assunto, pois acredito que será muito, muito valioso para quem está construindo as metas para 2019.

É verdade que a (prática) é diferente da (teoria) e às vezes durante “o” caminho, algumas pessoas desanimam, deixam pra depois, adiam e até se tornam procrastinadores e eu posso falar sobre este assunto, pois já desisti inúmeras vezes dos meus sonhos, das minhas metas e já fui um super procrastinador e tudo o que ganhei com isso foi o prémio da frustração dupla.

Existem muitas maneiras de não procrastinarmos e (pra mim) uma delas é começarmos a realizar, mesmo que sejam pequenas realizações. Atenção leitor! Nem todos vão diretamente para gigantescas realizações. E realizar pequenas coisas pode ser a resposta para as grandes.

Quando eu desistia da maioria dos meus projetos e não conseguia atingir grandes resultados, comecei por desenhar tarefas pequenas que diariamente via resultados e depois fui construindo tarefas semanais e quinzenais e aprendi que a constância fazia mesmo a diferença.

Já contei isso em outras dicas terapêuticas (pode ver no meu blog), que quando escrevia as minhas dicas tinha zero curtidas e nenhum comentário e a persistência trouxe centenas de seguidores. Lembro de quando o meu blog tinha 12 visitas por mês e também o dia que chegou a 900 por dia e continua a crescer.

Coloquei como meta ler 5 páginas de um livro por dia e juro que tinha dificuldade e hoje leio 1 livro por semana e já cheguei (nas férias) a ler um livro no dia e acredito que isso está ligado ao meu treinamento, ao fazer devagar e aos poucos ir colecionado realizações.

Vou colocar aqui 7 dicas para você parar de procrastinar e sempre gosto de dizer que pode usar as que se sentir bem e dispensar aquelas que não fazem sentido, ok?!

1º Livre-se de distrações
Eu uso muito as redes sociais, mas quando estou escrevendo as minhas dicas, como esta aqui, a minha internet está MESMO desligada, para não ficar abrindo facebook, Twitter, Instagram, WhatsApp e E-mails. Só aqui já citei 5 situações que seriam mesmo distrações grandes.
Há tempo pra tudo e quando estiver executando as suas tarefas não se distraia.

2º Abra Janelas de tempo
Pra mim o tempo é uma moeda muito rara e valiosa e aprendi a organizar o meu através de janelas de 30 ou 60 minutos. Então todos os dias na parte da manhã abro uma janela de 60 minutos para escrever uma dica e durante o dia abro duas janelas de 60 minutos (2 horas) para escrever o meu livro.

Abrir a janela é você olhar as horas e começar a sua tarefa determinando x tempo para realizar. É simples e eficaz.

3º Lembre-se dos intervalos
Não queira fazer tudo sequencial e de uma vez. Aprenda a colocar intervalos para descansar, tomar um café ou chá, fazer as suas ligações ou até olhar para a janela sem fazer nada. Eu tenho uma regra e entre um cliente e outro eu coloco 30 minutos de intervalo. Pra mim isso é muito importante.

4º Tenha uma agenda organizada.
Eu utilizo a agenda do G-Mail que é sincronizada com a minha equipa toda e através de cores conseguimos agendar tudo e estou sempre recebendo uma mensagem 30 minutos antes das minhas atividades e para organizar coloco os clientes de Lisboa (Hipnose em Amarelo) (Coaching em Vermelho) (Palestras e Formações em Roxo) e isso me ajuda imenso a enxergar as minhas janelas de tempo.

5º Comece pelas tarefas difíceis. Aquelas que realmente precisam da sua máxima atenção! Eu normalmente pego as tarefas difíceis e olho bem para elas e todas as vezes que consigo fatio-as! Fazendo aos poucos, mas com uma frequência diária para que o “difícil” se torne algo mais tranquilo.

6º Esqueça o momento perfeito.
Não existem momentos perfeitos! O melhor momento para fazer é sempre agora! Muitas pessoas ficam esperando ter mais dinheiro, se sentirem mais seguras, ter mais amigos, que chegue o verão ou o outono e esta espera se torna uma poderosa ferramenta de procrastinação. Faça e ponto.

7º Cuidado com as opiniões
Eu gosto de ouvir pessoas experientes e que possuem sucesso naquilo que fazem, porém não gosto de ouvir pessoas que não sabem o que estão falando e insistem em vender os seus medos e fracassos em papel de presente bonito com um lindo laço vermelho. Não mesmo.

É isso! Coloque em prática hoje!

 

Read More