Category: Para Começar o Dia

ERA UMA VEZ, UMA JOVEM….

Que estava cansada, muito cansada de ouvir as opiniões de todos, que vivia triste por sempre ter que fazer como as pessoas achavam que seria melhor, mesmo sem saber, ela viva para agradar a todos e como isso era uma tarefa bem difícil, ela passou a ter muita ansiedade, pois estava sempre na “tentativa” de que todos gostassem dela, até uma terça-feira em que ela acordou e decidiu viver a sua vida….

Daquele dia em diante, ela se tornou a “ovelha negra” da família, foi criticada por alguns e isolada por outros e foi feliz para sempre!!!
Sinceramente acredito que muitas vezes vivem histórias como esta que descrevi acima e sempre acreditei que a vida começa a ser real mesmo depois do “foi feliz para sempre”, pois é deste momento em diante que a história é construída na prática, no dia a dia, com obstáculos, dificuldades e muitooooo aprendizado. Eu não sei dizer como será a sua vida depois desta fase, pois cada um de nós tem uma vida, porém posso afirmar que viver sem agradar as pessoas é um GRANDE e importante passo.
Eu hoje se vivesse para agradar a minha família, amigos e aqueles que seguem o meu trabalho, teria que me virar nos 30 e sinceramente acho que desta forma enlouqueceria, pois cada um espera de mim algo e cá pra nós a maioria espera algo de mim que os favoreça, então teria que dizer muitos sins e com isso dizer muitos nãos para mim e sinceramente não sei se me acostumaria, pois já aprendi a dizer grandes e sonoros NÃOS!
E mesmo recebendo algumas críticas, “algumas” são bem pesadas, sou mais feliz agora, fazendo o que acredito ser certo e não o que todos acreditam que eu deva fazer para ser certo, compreende? Então deixo aqui a ideia para refletir e quem sabe colocar ação em sua vida…
Pode comentar se quiser!

Até à próxima,

Read More

Nunca achei que seria fácil!

Gosto de pensar que quando escolhemos o nosso caminho, e digo isso de forma consciente, nunca achamos que que será fácil, que será apenas “caminhar” por ele e chegar onde desejamos! Diferente de muitas ideias que vejo as pessoas aí vendendo que basta acreditar ou ter fé, penso que todo caminho tem os seus percalços, nem sempre conseguimos atravessá-lo de primeira e sinceramente está certo que seja assim (penso eu).

Quando eu seguia um caminho por seguir, não enxergava desta forma, até porque “no meu caso”, se ele ficava muito difícil, eu mudava de caminho, recomeçava e naquela época achava que estava tudo certo! Se o obstáculo era grande, tentava contornar, se era difícil, virava as costas e escolhia um caminho sem obstáculos e quando me perguntam se isso funcionava bem, SIM funcionava muito bem, porque como não sabia para onde eu estava indo todos os caminhos me serviam. E é interessante falar disso, pois teve uma época em que me sentia mal, olhava para a questão do tempo que perdi e hoje quando falo sobre isso, sinto que tinha que ser, afinal não nascemos com um manual de instrução.
Uma das coisas que mais falo com aqueles que me falam sobre terem estado muito tempo em caminhos errados, terem perdido imenso tempo é que o que passou, passou e devemos respeitar “a” experiência e aproveitá-la simmmm! Porém se passarmos muito tempo olhando para o que não foi, vamos construir no presente uma vida sem sentido, pois não teremos foco e não colocaremos atenção e amor em nossas ações, pois a nossa energia estará presa ao passado e normalmente ao passado menos bom.
A minha experiência terapêutica me diz que o maior perigo disso é que ao olharmos muito para o passado desta forma e nos sentirmos arrependidos, logo queremos olhar para o futuro e idealizarmos como será e claro sempre com o registo de como deveria ser e se analisar isso com mais calma, sua mente estará no passado e no futuro e como irá construir dias melhores se não está presente nas suas ações?
Por isso afirmo que quando tomei consciência da minha vida, de tantos processos e caminhos, percebi que não seria fácil estar no aqui e no agora construindo e sendo feliz hoje, porém aos poucos entendi que isso era viver e antes tudo que fazia era sobreviver e claro que cometi erros, alguns dos caminhos que percorri, foram amargos e às vezes ainda sinto o gosto de escolhas erradas, mas respiro fundo e trabalho fortemente para não voltar a me perder pelo caminho e acha que tudo isso é fácil? Claro que não! Porém é possível, se entender algumas coisas, se estiver disposto a se conhecer melhor, se colocar a sua energia nas suas ações presentes e não em algo que já aconteceu “ou” deseja que aconteça.
Pode não ser fácil construir uma vida melhor, colecionar mais momentos felizes, não julgar as outras pessoas, saber estar em silêncio quando precisamos estar em silêncio, dizer não e principalmente não é fácil viver sem se preocupar em agradar as pessoas ou até mesmo sem se importar com o que elas pensam…. Nada disso é fácil! Agora é sim possível, quando começa a abrir mão de querer estar certo em tempo integral, quando começa a compreender que você deve estar em primeiro lugar, quando se afasta de pessoas tóxicas e acredito muitoooooo quando mudamos os “SIGNIFICADOS” que damos ao que nos acontece!
Se observar com olhos mais atentos, perceberá que tudo está muito relacionado e diria até conectado com o significado que damos às coisas e às vezes damos significados que nem são reais, que estão ligados a crenças, limitações ou até ao nosso orgulho e isso nos leva a ter sentimentos, sensações e até entrar em sofrimentos completamente desnecessários.
Pense um pouco sobre isso, leia de novo este texto se necessário for, faça uma daquelas reflexões mais que profundas, busque clareza mental e acredito que tudo isso junto somado com as melhores intenções será o suficiente para começar um novo caminho, mas atenção que não será fácil, porém será possível.

Até à próxima e se gostou deixe um comentário, compartilhe!

Read More

Está se ouvindo?

Inúmeras vezes no meio de algumas sessões online, faço esta pergunta aos meus clientes e na maioria das vezes eles não compreendem e isso é um facto interessante, pois se observar algumas pessoas falam, falam e não se ouvem e sinceramente acho que talvez estejam falando no calor da emoção e não utilizando a razão, entende? Este movimento me ajudou inclusive a me “ouvir” mais, ou seja, a estar mais consciente sobre os meus discursos e muitas vezes quando estou dizendo, penso cuidadosamente sobre o que estou falando e cheguei a conclusão de que às vezes falamos porque aquela ideia, aquele discurso está de alguma forma automatizado, porém quando observamos podemos encontrar palavras que não são mais verdadeiras, apenas estão aqui armazenadas e acabam saindo com outras.

Atenção que não quero com isso dizer que falamos “sem intenção”, ok? Mas afirmar que no meu caso, sim já disse coisas que depois de dizer, segundos depois me arrependi e pensei sobre aquilo e percebi que aquilo era discurso velho, pensamento ultrapassado, mas por algum motivo ainda estava ali armazenado saindo “quase” que automático e tendo esta conversa com clientes e alunos, alguns identificaram o mesmo padrão, então vou lançar mais uma vez esta pergunta:
Está se ouvindo?
É curioso como algumas pessoas despejam palavras sem sentido em uma conversa ou até briga e “às vezes” e reafirmo, “só” às vezes fico com a sensação que não é ela falando e sim alguma de suas partes que mesmo falando fora de contexto, precisa colocar aqui pra fora “ou” está tão programada que não encontra outra alternativa a não ser fazer! Entretanto quando observamos estas atitudes quase automáticas, percebemos que falta alguma atualização mental, como nos computadores (rindo), entende a ideia?
Acredito que também ficamos desatualizados e isso nos conduz a termos uma vida “menos boa”, agora quando tomamos consciência sobre tal processo, quando nos permitimos olhar para o cenário maior, olharmos por ângulos diferentes, ajustarmos as nossas lentes, começamos a entender o real significado das “verdades absolutas”, muito conhecida pelas pessoas como crenças limitantes.
Espero que a partir deste texto possa se ouvir mais e que isso o liberte ou pelo menos seja o início de uma libertação consciente.
Agora poderia responder nos comentários? Está se ouvindo?

Até à próxima,

Read More

Obrigado a TODOS!

Sabe aquele dia em que você acorda grato, muito grato e todos os caminhos te levam à gratidão? Então, hoje é um destes dias e acredito que seja justo “e” importante falar sobre isso e inicio dizendo que não ganhei milhões de euros, nenhuma proposta incrível chegou a mim e nem mesmo estou vivendo a melhor das minhas fases, porém tenho aprendido que não preciso de grandes situações “ou” milagres para ser grato.

Acordei muito cedo e ainda na cama “acordando” aos poucos fiquei pensando…. Peraí, deixa explicar melhor – Era mais um filme que ficou passando na minha cabeça da minha vida nos últimos anos. Claro que vieram os momentos “menos bons”, os bons e até os extraordinários e mesmo sem nada de especial acontecendo, senti uma enorme gratidão aqui dentro e o especial foi sentir isso em um domingo qualquer.
Eu falo diariamente aqui e claro que a maioria dos meus textos são terapêuticos, mas a intenção é levar vocês a uma reflexão mais profunda e na maioria das vezes até acredito que consigo, já que recebo inúmeras mensagens falando sobre meus textos, mas hoje quis apenas vir aqui para agradecer a você!

E do fundo do meu coração eu agradeço você que:
De alguma forma me incentiva, me entusiasma e me ajuda a continuar ativo e cheio de energia diariamente.

Critica minhas ações, mesmo as críticas “pesadas”, pois todas elas de alguma forma me levam a pensar, a avaliar, a buscar melhorar.

Que me acompanha, que comenta, que compartilha que me ajuda a espalhar a mensagem a um número maior de pessoas.

Que fica em silêncio, porém está aí absorvendo tudo, mesmo nunca falando, comentando ou curtindo.

Agradeço a minha esposa linda e maravilhosa que está sempre ao meu lado, aos seus elogios, admiração e críticas, aos meus amigos mais próximos (que são poucos), aos amigos mais distantes, aos amigos virtuais, colegas e até os “não amigos”, pois todos de alguma forma fazem “A” diferença na minha vida!

Agradeço aos meus leitores!!! Vocês me incentivam a escrever todos os dias….

Meu muito Obrigado a todos! Vocês têm o meu carinho “e” respeito.

 

Read More

Me recuso a ouvir

É, eu já tive algumas fases em que “me recusei” a ouvir o que outras pessoas tinham a me dizer e com isso perdi muito! Achava que não precisava ouvir nada “e” nem ninguém, que eu sabia tudo (brincadeira), achava que eu sabia quase tudo e na época a minha linha de raciocínio era clara e por mais que eu analisasse, continuava a não ouvir ninguém e se a insistência era grande me afastava e ponto final. E acho (só acho) que naquela época ainda era prepotente o suficiente para achar que quem perdia era a pessoa e não eu!

Ok! Me julguem…… (não deveriam), mas…. podem se quiserem.

Hoje, com 44 anos, 22 de profissão e com alguma experiência em momentos “menos bons” e alguns extraordinários, digo sem medo de errar que o que fazia não era ter uma atitude de um adulto e sim de uma criança. Então está claro que por muitos anos era a minha criança que estava no controle e não eu! Já parou para pensar nisso? Qual a atitude de uma criança? Ela não ouvir, não quer que seja de outra maneira, quer na hora, na hora que ela determinou e ponto final. A criança “foge”, se esconde, mente e o adulto olha com seriedade, procura entender, analisa “e” resolve.

Interessante quando falo sobre isso pois já “fugi” de tantas coisas, de tantos conflitos que hoje percebo claramente quem estava na linha de frente! E se tem o hábito de ler meus textos, deve saber que falo muito de não “emprestarmos” os nossos ouvidos e espero que compreenda que são casos completamente diferentes. Emprestar os ouvidos para outra pessoa falar e me encher de dúvidas é diferente de “ouvir” a vida, de prestar atenção ao que acontece realmente, então permita que a sua consciência possa ser clara quanto ao facto de identificar quem é que está realmente no controle! Você ou sua criança?

Olha, vou aumentar esta ideia aqui! Observe! Os sinais na maioria das vezes são tão claros! E eles estão aí o tempo todo! Não enxerga porque não quer, quem sabe porque é conveniente (pense nisso…). Ontem uma cliente me falava sobre a atitude violenta de seu namorado, a maneira como ele a estava tratando em uma relação que tinha começado há menos de 4 meses…. Sempre que podia xingava, reclamava, apontava o dedo “e” chegou a gritar com ela na frente dos amigos, a chamar de inútil e sabe o que ela me respondeu depois que perguntei o que ela achava de tudo isso? Que era triste, mas coitado, esta sob pressão porque perdeu o emprego! (Sério isso?!?!)

Os sinais estão lá o tempo todo e amanhã (daqui 3 anos), ela não pode dizer que há anos sofre…. Não podeeeeeeee! Quer dizer, peraí! Poder ela até pode, mas sejamos sinceros, né? Os sinais estavam lá e dei este exemplo para tirar você de você mesmo e visualizar o sinal em outra pessoa, mas acredite que se tiver atenção às suas ações “OU” à falta delas, perceberá porque a sua vida é como é e a isso não tem volta a dar.

Agora analise, faça uma reflexão mais profunda, quem sabe precisa ler mais uma vez este texto e se precisar, força, vá lá! Mas não ignore isso! Quem está no comando? O adulto ou a criança?

Comente aí!

E lembre-se que todos os dias tem conteúdo novo no meu Grupo do Telegram

https://t.me/joinchat/TOpWj6IyhYuj3Mn4

Te espero por lá!

Até à próxima,

Read More

Fugir para onde se está tudo na sua mente?!

A sessão mal começou e ele me disse que o ideal para sua vida seria “fugir” e sim ele usou exatamente esta palavra. Ele queria ir para um lugar bem longe onde seus problemas não o perseguissem e talvez porque eu fiquei ali espantado olhando fixamente (com olhos bem abertos), ele parou e me perguntou se eu não estava entendendo….
Sim, estava entendendo cada palavra “e” suas expressões corporais, o que estava surpreso era dele não ter entendido que fosse para onde fosse, ele levaria (ele mesmo) junto! Ou seja, uma fuga não seria a solução, afinal todo o conflito de que ele vem falando nas últimas quatro sessões está dentro dele e entendo que grande parte das pessoas demoram para compreender o que realmente acontece e por isso gosto de procedimentos mais longos, pois além de não acreditar em “procedimentos mágicos”, acredito que trabalhos mais longos criam consistência.
Às vezes queremos enterrar as nossas cabeças na terra como avestruzes, fugir de cidade, mudar o número de telefone e algumas pessoas até dizem que queriam mudar de família e quando ouço todos estes comentários de “fuga” identifico que ali tem uma criança, provavelmente ferida que está no “controle” e não um adulto, pois crianças se escondem, fogem temem, mas o adulto ele encara, compreende e resolve.
O adulto pode não gostar do que está enfrentando, mas ele sempre é adulto para enxergar o cenário e buscar uma maneira de resolver e por estar há tantos anos nisso, tenho a impressão “clara” de que isso precisa estar bem resolvido na mente, pois sempre digo que “mente confusa” não encontra paz! Se puder releia esta frase, pois é muito poderosa MESMO. Então mesmo que a vontade de “desaparecer” às vezes seja enorme, precisa entender o porquê?
Se as pessoas treinassem as suas mentes com a mesma intensidade que desejam treinar os seus corpos, teríamos uma legião de pessoas mais bem resolvidas, com pensamentos mais claros e quem sabe até mais positivos! Entende onde quero chegar aqui com este diálogo? Procure olhar para dentro de si, fazer algumas perguntas importantes e analisar as respostas. Eu vou contribuir com 3 e apenas 3 perguntas que todos nós deveríamos fazer constantemente: 1º Porque estou fugindo de resolver isso? 2º Porque me sinto desconfortável diante desta situação e 3º O que devo aprender verdadeiramente com isso que está acontecendo?
Entendo que o mundo lá fora é competitivo, que estamos todos batalhando por uma vida melhor, que alguns ainda estão no campo das competições e querem a qualquer custo provar os seus valores, porém acredite em mim, quando falo que quanto mais você entender a sua mente, mas liberdade terá, mas se aproximará da felicidade, seja lá o que isso significar para você.
Não fuja de nada… Muito menos de você! Olhe e permita que o adulto que existe em você possa olhar mais fundo, porém se sentir que é a criança que está no “controle”, recomendo fortemente que busque ajuda. Pode ser comigo ou com outra pessoa que confie, mas busque ajuda!
Até à próxima,
Para marcar consultas comigo, pode mandar um WhatsApp para +351 912607888. Todas as minhas sessões são online feitas por vídeo chamada no WhatsApp ou no zoom.

Read More

Você lembra quando TUDO começou?

Ela disse que não dava mais para estar em um casamento em que ela se sentia o tempo todo excluída e que queria o divórcio! E quando ela me disse isso achei realmente estranho, pois falávamos de muitas coisas em nossas sessões, porém ela aparentava estar bem com o seu marido e a única pergunta que senti que deveria fazer foi – “Você lembra quando tudo começou?” E à medida que as lembranças iam chegando e ela me contava, eu via um brilho em seus olhos e entendia que ali ainda existia amor e talvez o que faltava era perceberem que a relação estava desgastada devido a tantos problemas que ambos enfrentavam.

Interessante como este trabalho nos faz perceber como somos todos frágeis e às vezes até nos distraímos no meio da nossa jornada e deixamos de lado (não de propósito), o que mais importa pela ilusão de conquistar algo que vai nos levar à felicidade (que já) a temos. Isso me fez pensar as inúmeras vezes que trabalhei mais do que o necessário, que foquei com tanta intensidade e deixei a minha esposa em algum lugar esperando por um pouco mais! E hoje ambos trabalhamos muito e às vezes nos falta tempo para falar sobre amor e quem sabe até para dizer mais vezes “eu te amo”.
Entenda sem erros o que quero transmitir (por favor) – Estamos muito tempo juntos, fazemos questão de fazermos as refeições juntos, rindo e nos divertimos grande parte do nosso tempo e mesmo assim às vezes sinto que eu poderia oferecer mais, “se” não tivesse tão ocupado arrumando mais uma coisa para fazer! E claro que olhar para isso com tanta atenção e carinho pode fazer a diferença, pois não sei se você se lembra de como tudo isso começou?
Em Abril faz 22 anos que vivo da hipnoterapia! Uma vida ouvindo pessoas a falarem sobre as suas queixas emocionais, se arrependendo de seus erros, reclamando de traições, de medos e até de palavras que por algum motivo, nunca foram ditas e talvez seja MESMO por este motivo que toda a vez que olho para alguém que diz que está querendo se separar, penso: “Será que o amor acabou ou falta atenção?”
Às vezes “e só” às vezes acho que este mundo é meio maluco e que somos testados 24horas por dia, pois é tão fácil cairmos em armadilhas…. É tão fácil nos distrairmos que parece que estamos em constante luta para nos mantermos “sóbrios” em um mundo onde a maioria está competindo, tentando chegar na frente, lutando, sei lá pelo quê!
Nunca acreditei em felicidade absoluta e penso que deixo isso muito claro em alguns dos meus textos e podcasts, porém como a maioria das pessoas, trabalho para colecionar mais momentos felizes do que “menos bons” e às vezes eu consigo e outras vezes nem chego perto e aí preciso respirar fundo e começar tudo de novo e não desisto, mesmo sendo perfeitamente imperfeito, digo sem medo de errar que frequentemente eu lembro de como tudo começou e sou feliz por lembrar.
Conheço casais que “estão separados na mesma casa” e não estou falando de pessoas divorciadas, ok? Estou dizendo que pessoas que não são um casal há muitos anos e ainda não enxergaram isso, dividem a cama e revezam o chuveiro, mas esqueceram do amor “ou” quem sabe se acostumaram com o que têm (ou acham que têm) e isso é triste. Também conheço pessoas que são incríveis e que tinham tudo para dar certo, até que uma delas resolveu brincar de adolescente e traiu e sabemos que quando isso acontece, o castelo da confiança desmorona e demora muito para isso passar, se é que um dia passa….
Posso até ser interpretado de forma errada, mas sabe o que eu acho? Que quando lembramos de como TUDO começou, aumentamos a chance de alimentar aquilo que um dia nasceu e até cresceu e talvez seja por isso que gosto de lembrar…Manter a lembrança viva e não só esta, mas todas aquelas que foram ao longo destes nove anos sendo construídas “e” nem todas são boas, mas todas são grandes e lindas para serem lembradas, então sem medo de errar digo: Lembre-se de como tudo começou e dê uma chance para você, para a sua vida, talvez para sua família.
Eu sem dúvida amo a maneira como amo a minha mulher!

Obrigado por estar aqui e nos vemos na próxima,

Read More

O SEGREDO não é MEDITAR!

Em uma conversa esta semana com uma cliente, ela em um tom um pouco bravo me disse que os seus problemas não se resolveriam se ela meditasse ou lesse algumas páginas de um livro idiota, que ela queria algo mais real! (Pausa aqui).
Quero que saiba que todas as vezes que falo de algum caso terapêutico, além de não citar o nome da cliente, sempre o faço com autorização e achei que este seria um excelente texto para abordar aqui e se ficar comigo entenderá porquê e acredito que iluminará os seus pensamentos e quem sabe ações.
A cliente ficou brava quando falei sobre meditar todas as manhãs, porque enxergou isso como se eu tivesse apontando a meditação como a solução de seus problemas e não compreendeu o contexto, até porque acho que especificamente naquela consulta, ela nem queria “me ouvir”, ela queria era falar, desabafar, “vomitar” a sua angústia e eu a compreendo.
Eu particularmente NUNCA achei que a meditação fosse o segredo, a grande solução, muito menos a única “atenção aqui”, porém acredito imensamente que ela seja um dos caminhos para ajustarmos tudo o que de alguma forma está desajustado dentro de nós! Na minha experiência, a meditação acalma, organiza e desacelera e se tem algo que eu nestes quase 22 anos de experiência aprendi é que nunca se trata de uma técnica e ponto final. Trata-se sempre de um conjunto de movimentos que quando bem orquestrados o resultado é harmónico! (Ficou bonito isso, né?), eu gostei.
Claro que existirá quem defenda que a meditação só já seja o suficiente e pode ser verdade, porém não tenho autoridade para falar sobre nesta dimensão, porém afirmo sem medo de errar que disponibilizar um horário para fechar os olhos e fazer um mergulho é sem nenhuma dúvida uma grande resposta. E sabe que aqui pensando, acredito que muitas pessoas não gostam pois acham até que o facto de meditar, parece que precisa de pré-requisitos, posições ou quem sabe até ideais indianos ou budistas e não se trata nem de perto disso.
Lembro de quando sentia uma ansiedade gigantesca e fazia tantas coisas ao mesmo tempo que acabava não fazendo nada (sim! Triste, mas verdadeiro) e hoje acredito que o meditar quase todas as manhãs me ajudou a desacelerar e trabalhar com outro tempo… O tempo onde as coisas vão acontecendo, afinal a vida não acontece! Ela vai acontecendo (frase que tenho usado muito)! Rsss.
Consegui (e fico feliz por isso), que a minha cliente compreendesse que nunca foi sobre apenas meditar ou ler (no caso dela) 5 páginas de um livro por dia, isso era apenas alguns exercícios que acreditei que ela precisasse naquele dia e hoje decidi falar sobre isso, pois recebi uma mensagem que dizia:
“Ainda não cheguei lá, mas compreendi a importância disso e no 6º dias meditando sinto algo que nem sei explicar, porém é tão bom”
Interessante, né? No mínimo curioso! E ela é um dos mais de 100 casos que já orientei, em que dentro do processo acrescentámos a meditação e funcionou lindamente e somou imenso no nosso processo terapêutico, por isso vou aproveitar para ir um pouco mais fundo e quem sabe enriquecer este texto. Vejo muitas vezes as pessoas cometerem o “grave erro”, na minha opinião, de focarem apenas em um processo, como se fosse o salvador de tudo e cada vez mais fico convencido que tudo se trata de um conjunto de ações e só assim podemos alcançar um resultado satisfatório, compreende?
Não se trata de pensar positivo e ponto! Se trata de pensar positivo, de ter ações positivas, de sentir este “positivismo” vibrando dentro e que as suas ações sejam positivas e mesmo assim ainda acrescentaria que para tudo correr bem, precisará de estratégia, ajustes, com absoluta certeza de descanso, de paciência…. Entende onde quero chegar?
É um processo… O segredo pode não ser meditar! Porém é um “dos” ingredientes fundamentais para que, combinado com outros, se torne aquilo que realmente deseje para que tudo dê certo!
Cabe uma última e importante dica? Por favor, não trate tudo em sua vida, como “urgente”, pois a maioria das coisas não são e a urgência está apenas em sua cabeça. Entende que pode fazer o melhor em cada processo e depois precisa entregar para que o tempo faça a sua parte! Nenhuma semente acordou árvore.
Se gostou comente aí, compartilhe!
Até à próxima,

Read More

Não tem conseguido conquistar os seus SONHOS?

Pode apostar que a responsabilidade é toda sua e pode criticar o meu texto, reclamar, culpar pessoas e sinta-se a vontade para fazer isso, mas só estará perdendo tempo, pois se concentrar suas energias no que realmente importa, perceberá que “ninguém” é ocupado 24horas por dia e que tudo nesta vida é uma questão de prioridade. E sim, se isso fosse um dos meus podcasts, estaria falando em um tom bem mais ALTO e cheio de energia, pois acredito MESMO que está na hora de parar de arrumar desculpas e olhar com mais atenção para a sua vida, senão os anos vão passar e a única coisa que terá para contar serão as suas historinhas de como o mundo foi injusto consigo!
Eu já levei e ainda “levo” porradas de vários lados, críticas duras e SIM, às vezes acordo em uma quarta-feira sem vontade de fazer absolutamente nada e preciso escolher entrar nesta vibração “OU” alterá-la e trabalhar para estar bem e ajudar outras pessoas a estar bem e acho que não é muito difícil saber qual eu escolho, não é mesmo? Então que tal parar de tanto “mi mi mi” e assumir uma postura realmente vencedora?
Não sei se sabe, mas os vencedores fazem algumas coisas que todos os outros que não saem do lugar, não fazem e vou listar algumas destas coisas aqui e ainda dizer as que mais admiro e sigo com muito rigor e amor. Preparado para esta lista? Vamos lá.
Na minha opinião (isso é importante) – As pessoas de sucesso, aquelas que são realizadoras, que fazem acontecer, elas:
🟣1º Acreditam no que estão fazendo.
Seria impossível pra mim fazer algo em que eu não acreditasse! Imagina, construir processos transformacionais NÃO acreditando neles? Não utilizando as mesmas técnicas na minha vida? Seria loucura total. Então observe se o que defende é seu ou tem sido construído para agradar alguém. Isso é muito importante.
🟣 2º Arruma solução e não desculpas
Existe um estudo e já gravei um #podcast365 em 2020 sobre isso, que vencedores gastam 10% de energia no problema e 90% na solução para elas e cada vez mais percebo que isso é muito real. Imagine se passasse menos tempo falando do “problema” ou desafio e passasse mais tempo buscando solução para ele, como seria? Tempo é uma moeda “rara” e cara e precisamos saber utilizá-lo, então por favor, NUNCA é o que acontece e sim o que você faz com o que acontece, compreende?
🟣 3º Não agradam pessoas
NUNCAAAA! Realizadores não perdem tempo agradando pessoas, eles ouvem com sabedoria, ajustam quando acham que faz sentido, porém não fazem para a g r a d a r, elas fazem e não ficam “dependentes” de opiniões das outras pessoas. Poderia inclusive ficar horas nisso de “agradar” as pessoas, mas não vou! Porém pense se o que tem vivido é mesmo sobre você ou sobre todas as outras pessoas.
🟣 4º Não traem
Pessoas de sucesso são fiéis e MUITO fiéis ao seu propósito, não traem as suas convicções, muito menos as suas amizades e claro que o tema “traição” aqui poderia ter inúmeras conotações diferentes, porém penso que traição é algo mesmo “pobre” “podre” e não pode estar na lista daqueles que vivem para realizar e chegar ao topo.
E poderia fazer uma longa lista, mas acrescentarei apenas mais uma, ok? Me permite?
🟣. 5º Não DESISTEM.
Eu já desisti. Sim! É verdade e avaliando hoje, sei que fui fraco e não tinha a minha mente preparada, mas hoje desistir está mesmo fora de questão e penso que se desistimos é porque não encontrarmos o nosso verdadeiro propósito de vida, pois quando estamos em sintonia, ahhhh, desistir nem entra na lista de possibilidade e nunca é uma probabilidade! Pode ser que fique cansado, ok, normal, pode ser que precise mudar pessoas, fazer ajustes, adiar lançamentos e conquistas, agora desistir? Nem pensar!
Grave uma coisa aí na sua mente! A vida da maioria das pessoas nem são tão cheias de momentos incríveis e mágicos. Todos temos altos e baixos, agora uma coisa é mais do que certa – VOCÊ não fica 24 horas ocupado, então olhe com atenção a sua vida e reveja a sua lista de prioridades.
Espero que realize todos os seus sonhos!
E se ainda não está no meu Grupo VIP (2021), baixe o Telegram e entre….
Até já,

Read More

De onde vem a sua ENERGIA?

Esta é uma das perguntas que mais recebo e já me questionei algumas vezes o porquê desta pergunta e algumas pessoas me dizem que é pela maneira como me comunico, subindo a voz constantemente e entregando MESMO conteúdos com energia e sinceramente no início eu respondia: “Não sei, apenas sou assim!” E depois de anos, este meu pensamento mudou e acho que esta energia que tenho “na maioria” das vezes vem da força de vontade de fazer acontecer! Da garra gigantesca que tenho em me manter em uma energia transformacional “e” espalhar isso para o maior número de pessoas.
Atendo diariamente pessoas que desejam transformar positivamente as suas vidas, com as queixas mais diversas e sabe algo que enxergo claramente que grande parte destas pessoas e constato isso “ouvindo-as” atentamente – Elas não possuem um objetivo bem definido! Elas simplesmente querem fazer alguma mudança, porque a vida atual está desconfortável, porém às vezes penso que apenas “querer” é pouco.
Ok! Podem me criticar.
Penso mesmo isso! E vou além…. Muitas vezes eu constato que tais pessoas não possuem esta força, porque estão cansadas de colecionar momentos frustrantes, porque ninguém falou para elas um dia que era possível e elas passaram imenso tempo batendo a “cabeça na parede”. Algumas chegam a me dizer claramente que não querem mais tentar e se decepcionar, então apenas buscam ajuda quase que “sob medida” para sair daquele desconforto e sabe porquê? Porque quando outro desconforto surgir elas fazem a mesma coisa. Outras já se acostumaram e até usam frases (prontas), do tipo: “Cada um carrega a sua cruz”.
Observe de onde vem a sua energia e “SE” ela está como a minha em altaaaaaaa, alimente-a e continua a se superar e a espalhar o que tem de melhor para que outras pessoas possam crescer e se sua energia está “em baixo”, trate de arrumar uma maneira de melhorar isso “e” vibrar em outro padrão, pois quando estamos com a energia em baixo, não atraímos muitos pensamentos bons. Eu tenho uma crença que pode até ser muito pessoal, mas acredito verdadeiramente que com baixa energia atraímos tudo que vibra assim…. Baixinho…. Pessoas, situações, consequências, respostas, emoções e por aí vai.
Sabendo disso, quer se manter em altaaaaa ou em baixa?
Me fale sobre como se sente neste instante! Escreva aí por favor!
E lembre-se que se precisar de ajuda, estou aqui!

Read More