Posts

Seja responsável e cuide da sua vida! Exclusivamente da sua.

Algumas pessoas têm o péssimo hábito de ouvir “comentários maliciosos” e levar a diante aquela mentira, acrescentando uma pitadinha de maldade…

Isso me faz compreender porque existem tantas pessoas em situações difíceis, com graves desequilíbrios emocionais e com vidas infelizes. Estão sempre cuidando da vida alheia e esquecem de viver a sua vida com prioridade e responsabilidade…

Não passe pela vida…

Viva intensamente “a sua vida” e seja mega, ultra feliz. É apenas um pensamento, mas pode se tornar uma maneira de viver, um hábito positivo, um caminho a ser seguida.

Desejo um dia Feliz!

assinatura

Share

ACREDITA MESMO?

ELA DISSE QUE ELE DEVERIA PEGAR NO PESADO, ELE DISSE QUE DEUS AJUDA QUEM ACORDA CEDO E MINHA MENTE GRAVOU, QUANDO OUVI MINHA AVÓ DIZER, QUE HOMEM QUE É HOMEM TRABALHA MUITO.

Interessante como nossas crenças moldam mesmo a nossa vida.

Estava eu aqui fazendo os últimos ajustes para o treinamento MAI – Mudanças de Alto Impacto que ministro amanhã, quando me deparei com uma crença e minha mente me levou logo para a origem, para o momento exato que foi criado, e logo iniciei este artigo para compartilhar contigo um pensamento que pode também ajudá-lo a eliminar de sua vida suas crenças limitantes.

Lembro de morar em uma quinta com minha mãe, irmãos e padrasto e minha mãe estar em uma discussão com meu padrasto e gritar que ele deveria pegar no pesado, ser chefe da família. A briga foi longa e cheia de gritos, numa cena que marcaria qualquer família, mas o fato é que eu tinha 14 anos e me recordo que, naquele momento, comecei a procurar emprego.

1aO fato é que, no decorrer da nossa vida, vamos ouvindo, vendo e sentindo situações que ficam de alguma maneira gravadas em nossa mente e impressas como uma tatuagem e penso eu que o grave destas fortes impressões é que elas não vêm de uma pessoa qualquer mas, normalmente, de alguém que confiamos, que admiramos que possuímos uma ligação forte e, geralmente, tais impressões nem são impostas, são marcadas a uma velocidade que não se recusam.

Não me lembro do meu padrasto sentar comigo e me ensinar maneiras diferentes de contrair dívidas, mas lembro claramente dele fazer contas e, quando alguém chegava em casa à sua procura, ele se escondia e pedia para dizermos que não estáva.

Acredito que a palavra e a maneira como ela é colocada, no contexto que ela é exposta influencia a nossa vida. Mas o exemplo, sem nenhuma dúvida, é imposto, impresso e, algumas vezes, entra em nossa mente de maneira sutil, e fica ali por anos nos influenciando nossas decisões, perseguindo nossos passos e, muitas vezes, nem lembramos, mas nos perguntamos porque agimos como agimos.

É incrível como à medida que os anos vão passando e vou ganhando experiência e fazendo reflexões e estudos, vou ficando mais lúcido em relação às crenças que, de alguma maneira, colaboraram para meu comportamento ruim, para meus péssimos hábitos e principalmente para momentos de angústia que nem sabia de onde vinham.

É mesmo incrível e brutal como nossa mente armazena cenas, cheiros e sons que no dia a dia vão trazendo sensações e sentimentos e às vezes nem lembramos, nem fazemos tais associações. Mas o fato aqui e a pergunta que não quer calar é: VOCÊ ACREDITA MESMO?
Escrevendo para o meu treinamento, me preocupo em ser o mais claro possível, o mais minucioso que posso, para que a minha mensagem chegue ao participante e realmente faça sentido e uma das minhas metas, sempre, é mostrar, de maneira metafórica e direta também, que devemos sempre reavaliar nossas crenças, pois podem estar funcionando de maneira automática, ajudando sua mente a tomar decisões e seguir caminhos como se fosse um antivírus e ser o próprio vírus a causa de parte do dano que sua vida está sofrendo.

Me recordo de um empresário que atendi na cidade do Porto que tinha a necessidade de trabalhar muito, pois cresceu acreditando que ser ocupado, estar ocupado era sinónimo de ser bem sucedido e vivia um stress gigante por isso. Começou a beber doses diárias de whisky para aliviar sua tensão e sentia-se bem em fazer isso todas as noites. Quando me procurou já estava bebendo exageradamente e não sabia mais o que era certo ou errado.

Eu trabalho muito. Mas tenho uma meta apertada e não faço isso porque penso que estar ocupado me faz uma pessoa melhor, pois tenho a capacidade de, no intervalo de um paciente e outro, fazer uma sauna ou passar uma hora na hidromassagem do Spa. A cada 3 meses tiro 5 dias de férias com a minha esposa (isso não é negociável) e, sempre que chegamos de um passeio destes, logo compro as passagens para o próximo, para aproveitar o preço menor e para fixar as datas que devemos sair de férias novamente.

Como este, tenho outras pessoas em consultório que carregam crenças fortes. No Brasil atendia uma pessoa que desde muito novo foi levado pelo pai a ter relações sexuais com prostitutas e, mesmo depois de casado e afirmando amar sua esposa, ele só conseguia ter um casamento feliz se semanalmente estivesse com prostitutas e isso porque o pai dele lhe “vendeu”, durante toda uma vida, esta ideia.

2bQuando me procurou, disse que algo dentro dele não estava bem e sentia que estava errando, mas não tinha forças para mudar este hábito. A este momento mágico onde a pessoa está errando e
percebe que esta errando, mas não sabe como mudar, chamo de momento onde o RI dele está sendo construído. (RI – Recurso Interno). Se ele tivesse o recurso já à disposição teria usado mas, de alguma maneira, sua experiência de vida, amadurecimento, crescimento o conduziu a um novo patamar. Subiu um degrau e isso faz com que obtenha recursos imediatos e a prova clara disso é que começou buscando ajuda.

Minha mãe sempre disse que DEUS ajuda quem cedo madruga e esta é outra crença que carreguei durante muitos anos e que me prejudicou muito, pois minha vida foi se tornando cada vez mais diferente do que chamamos de “rotina”. Minhas formações de hipnose eram feitas nas sextas, sábados e domingos, mas na segunda feira, o dia em que a maioria das pessoas estão levantando cedo para ir trabalhar, eu ficava em casa e, mesmo cansado de um final de semana agitado, acordava cedo e me sentia incomodado por estar em casa ou ir ao cinema… Nem pensar.

12Tive muitos conflitos internos e alguma dificuldade em ultrapassar estas barreiras mas confesso que, no início de todas as minhas transformações, me sentia estranho, mas minha insistência me fez aprender, compreender e me deu experiência para hoje compartilhar, ensinar sem nenhum medo.

Claro que possuo uma certa rotina de vida, pois tenho uma clínica e uma agência de Negócios e acabo tendo mais compromissos, mas o interessante é que estou sempre criando situações novas e me sinto confortável com isso. Exemplo disso é que tenho uma gerente na agência e não vou lá todos os dias e criei o hábito de resolver coisas com ela por telefone ou Skype. Isso me possibilita estar em qualquer lugar e tudo funcionar lindamente.

Imagine se a agência dependesse da minha presença física? Limitaria as minhas viagens e outros compromissos e jamais conseguiria ministrar minhas palestras e treinamentos ou teria que limitar minha agenda e seguir uma regra que foi inventada sei lá por quem.

Não carrego nenhuma culpa de estar na sauna em uma terça-feira qualquer ou por estar caminhando na praia às 10h da manhã como fiz há 2 dias atrás, e ainda me sentei para respirar e apreciar o mar.

Não me sinto mal de ir ao cinema com minha esposa na sessão das 13h, muito pelo contrário. Já pegámos uma sessão das 13h, depois fomos tomar um gelado e fomos para a clínica atender até às 23h.

Temos clientes ocupados que só conseguem estar conosco às 23h, principalmente a Paula que desenvolve um trabalho específico com mulheres e a maior parte delas são figuras públicas, empresárias ocupadas.

Tudo pode ser adaptado, bem gerido, transformado, desde que tenhamos claro no azul escuro da nossa mente que não estamos presos a crenças ultrapassadas que nem sei porque foram impostas, e nem importa porquê ou porque quem, mas se vamos carregá-las ou vamos, de alguma maneira, nos livrar delas.

Apenas lembre-se e tenha em mente que não quero transmitir uma mensagem de “vamos ser irresponsáveis e transgredir leis”, apenas afirmo e com autoridade que podemos, “SIM, SIM”, abandonar crenças que, de alguma maneira, nos limitam, nos aprisionam e nos fazem sofrer.

Me recuso a acreditar que vim a passeio para este mundo e tenho que passar por ele pagando meus pecados, sofrendo e sentindo dor, culpa e medo.

Liberte-se! Permita-se!
E que Todos os seus Recursos Internos sejam libertados à medida que for compreendendo a importância que eles têm em sua vida!

Abraços com Sabedoria,

assinatura-3

Share