Fergie diz que a hipnose e a música a salvaram das drogas

A cantora norte-americana acha que as pessoas dependentes têm de procurar alternativas para se manterem sóbrias. “Para mim foi fazer música e pôr os meus pensamentos para fora”, disse em entrevista ao jornal Guardian. Além da música, Fergie, de 39 anos, completou o seu tratamento com hipnose, que faz até hoje: “É uma técnica normal, em que no final se atinge um estado total de relaxamento e a terapeuta pode falar com o meu subconsciente. Fico muito descontraída, como se estivesse a sonhar. Já fiz hipnose para comer. Vou ao frigorífico e posso ouvir a voz dela a dizer para eu ser sensata”.

A vocalista dos Black Eyed Peas diz que agora controla muito melhor o que come, em menos quantidade mas com mais qualidade: “O meu pequeno-almoço é um smoothie verde todos os dias. Tem couve, espinafre, alface romana, metade de uma banana, metade de uma maçã e metade de uma pera”.

Não é a primeira vez que Fergie fala do seu passado de drogas e revela detalhes sobre o tempo em que foi dependente: “No início, comecei com esctasy. Depois, aos poucos, passei do ecstasy para a anfetamina. Quando se começa a usar drogas, temos a impressão de que é genial e que tudo está óptimo. Depois a vida se torna um verdadeiro remoinho, que nos leva pra baixo. Durante algum tempo eu cheguei a pesar 40 quilos!”.

Share

188total visits,1visits today

Comments

comments