Às vezes é um pequeno “detalhe” – 212/365

Tenho frequentemente sessões de “mentoring” com profissionais de Coaching e de hipnose e esta semana estava eu com um profissional na nossa 4º sessão e ele se queixava que os seus procedimentos não estavam correndo bem. Como ele veio de uma escola diferente da minha, ele estava muito acostumado a (ler) roteiros prontos e usava para todos os clientes aquele mesmo roteiro e por ter funcionando com uma pessoa, ele tinha a (falsa) ilusão de que funcionaria com todas.

Na dica terapêutica de hoje que abordar um tema que pode ser a diferença entre alcançar o resultado que tanto espera e (quase) alcançar o resultado e esta minha sessão de mentoring irá nos guiar para este caminho.

Explicava eu para este cliente que cada cliente que vem ao meu consultório é tratado como único, pois mesmo que duas pessoas tenham a mesma queixa emocional, elas possuem crenças completamente diferentes e são pessoas com pensamentos e “experiências” diferentes e usar a mesma estratégia pode ser um tiro no pé. E o que me faz (ajustar) a estratégia? Prestar atenção nos pequenos detalhes que cada uma destas pessoas me traz.

Às vezes o discurso de “Me ajude, estou ansioso demais” pode parecer o mesmo e os sintomas normalmente até são parecidos, porém a maneira como cada um o descreve é que faz “A” grande diferença para que eu possa intervir com sucesso e não pense que na nossa vida é diferente, pois quando tratamos todos os casamentos como casamentos iguais, acreditamos que a solução é sempre a mesma.

Uma cliente me contou que estava casada há 22 anos e não amava o seu marido, mas como já tinha 2 filhos e nunca trabalhou, apenas se dedicou a este casamento então jamais o iria largar. Ela preferia trai-lo e viver as suas aventuras, mas manter aquele casamento. Quando entrei mais fundo na questão, a sua resposta foi: “A minha mãe viveu com meu pai 40 anos e tinhas as suas escapadinhas… E ela me dizia (Se está ruim com ele minha fila, pior sem. Acredite na sua mãe que tem experiência)”.

Aqui citei um exemplo e claro que tenho centenas deles e todos contados por clientes que acreditam que todo casamento é igual e na verdade não é. Se observar com mais cuidado perceberá que o seu pode ser diferente, mas para isso precisa provavelmente fazer coisas que as outras pessoas não fizeram, como acreditar, quebrar a rotina, ouvir e saber falar e por aí vai e não se trata de uma dica sobre casamento e sim sobre “detalhes”, ok?

Isso pode se aplicar no dia a dia profissional ou na educação dos filhos! Outro dia eu disse que estava preocupado com o meu filho que mora no Brasil que atualmente passa uma situação pontual e o meu amigo disse, “esquece! Ele logo cresce e se vira, filhos são sempre (problema)”. Ele é pai de 4 filhos e naquele segundo eu pensei “ Uauu! Como será que ele educa os filhos dele? Assim?”

Construímos monstros GIGANTES em vários setores da nossa vida e às vezes não se trata do monstro e sim de um pequeno detalhe que passou despercebido e por não enxergar aquele “detalhe” a sua mente construiu algo tão gigante, tão grande que você está olhando para a dimensão e não para a estrutura em si. Se tirar uma daquelas pequenas pecinhas, tudo imediatamente se desmorona e passa a ser novamente algo pequeno e quem sabe até insignificante.

Por favor, mais atenção na sua vida. Mais atenção ao que acontece ao seu redor. A solução pode morar no detalhes mais pequeno e talvez até tenha sido ignorado, por estar olhando para a direção errada.

Até a próxima dica!

Share

101total visits,3visits today

Comments

comments